icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/04/2014
08:03

A missão não é das mais fáceis. Após perder por 3 a 1 no jogo de ida, o Fluminense precisa vencer o Horizonte por 2 a 0 ou, caso sofra gols, terminar a partida com uma vantagem de dois ou mais gols de diferença a seu favor no placar. Ciente da responsabilidade do Tricolor, o goleiro Diego Cavalieri evitou projetar o resultado da partida desta quinta-feira, às 19h30, no Maracanã. Segundo o goleiro, o time tem que se concentrar no jogo e mirar a classificação ao longo da partida.

- Nosso único pensamento é lutar, brigar, tentar os resultados positivos. Isso a gente sabe que traz calma, um bom ambiente para todos trabalharem. Nosso foco está voltado para este jogo. Não pensamos no depois. Temos que deixar para pensar nisso na hora que vier a acontecer. Estamos trabalhando para fazer um bom jogo. Se não acontecer, temos que aguentar as consequências. É um adversário difícil, não vai ser um jogo fácil, mas estamos prontos para encarar - afirmou o goleiro.

Para esta decisão, o Fluminense terá como atrativo o novo técnico Cristovão Borges. Sobre as mudanças que o treinador implementou desde sua chegada, Cavalieri foi bastante claro. Para o camisa 12 tricolor, o jeito de Cristovão trabalhar é baseado mais na conversa com os atletas, quando sempre se mostra muito atencioso com todos.

- Cada treinador tem sua maneira e seu método de trabalho. O Cristovão é uma pessoa super do bem e bastante atencioso. Chegou em um momento difícil, para um jogo extremamente importante, no qual temos que tirar o saldo de gols para nos classificarmos. É muito trabalho, muita conversa - analisou.