icons.title signature.placeholder Alexandre Braz, João Matheus Ferreira e Rodrigo Ciantar
31/03/2014
14:28

O Botafogo espera definir a negociação com o atacante Emerson Sheik, do Corinthians, até esta terça-feira. A diretoria tem evitado falar sobre o assunto e trabalha em sigilo, mas, apesar de toda a cautela e das dificuldades impostas, ainda há confiança quanto ao acerto.

Dentro do grupo de futebol profissional botafoguense, o otimismo com relação ao possível acerto é grande. Duas fontes ouvidas pelo LANCE!Net afirmaram que a vinda de Sheik é questão de tempo.

Na manhã desta segunda-feira, Emerson não compareceu ao treino do Corinthians, em São Paulo. Isso aumenta a expectativa por uma definição em relação a definição de sua saída do Parque São Jorge em um futuro breve. De acordo com a assessoria de imprensa do clube, o camisa 11 ligou para a diretoria, justificou "problemas familiares" e solicitou a liberação da atividade.

Inicialmente, o principal problema do Botafogo para um acerto com Sheik seria financeiro. Mas, durante as conversas, surgiu a possibilidade de o próprio Corinthians pagar metade do salário dele, que atualmente é de cerca de R$ 500 mil.

Por falar na crise financeira do clube, esse também é um dos motivos para que a diretoria evite falar abertamente sobre possíveis contratações, pois, nos bastidores, jogadores ficaram incomodados com tal assunto, pois estão com salário atrasado. Vale lembrar que o o grupo fez protesto e até cancelou um treinamento neste final de semana.

No sábado, em meio ao protesto dos jogadores botafoguenses, o presidente Mauricio Assumpção chegou a declarar que futuras contratações independem do problema de salários atrasados.

Outros clubes demostraram interesse por Emerson recentemente, mas o fato de o Botafogo estar na Libertadores e por ser um clube do Rio, onde Sheik tem residência fixa e onde moram seus filhos, pesam a favor.

Com a liberação do Corinthians, o Botafogo aguarda apenas por uma definição entre Emerson, seu agente, Reinaldo Pitta, e a diretoria do Timão, o que tem tudo para ocorrer mesmo nos próximos dias. Como mostrado pelo LANCE!Net, durante a semana passada, o atacante não vinha manifestando desejo algum de sair do clube, o que dificultava qualquer negociação.

Campeão brasileiro, da Copa Libertadores e do Mundial de clubes com o Corinthians, Sheik tem tido sua permanência no Parque São Jorge questionada desde o ano passado. No entanto, em julho de 2013, ele teve seu contrato renovado até o fim de julho de 2015.