icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
icons.title signature.placeholder Marcelo Braga
19/07/2013
18:12

Rival e vencedor dos duelos pela Recopa Sul-Americana, o goleiro Cássio saiu em defesa de Rogério Ceni em entrevista coletiva nesta sexta-feira. Perguntado sobre as declarações de Adalberto Baptista, diretor de futebol do São Paulo, sobre uma possível "deficiência técnica" nas reposições de bola do companheiro de posição, o jogador do Corinthians fez elogios e ainda criticou a postura do dirigente:

- Não adianta ele ter uma excelente reposição se não aparecem para jogar. Acho que ele é o cara que melhor bate na bola em relação a goleiros no Brasil, tem uma reposição excelente e não vejo que caiu nessa situação. É um grande goleiro, tem uma grande história...De repente, até o diretor foi meio infeliz por toda a história dele no São Paulo, não vejo que decaiu a batida, não - disse.

O dirigente são-paulino disse na quinta-feira que o camisa 01 do Tricolor vive má fase na reposição de bola por conta das dores no pé direito que o atormentaram no primeiro semestre - após choque com Alexandre Pato diante do Corinthians, no Paulistão. O próprio goleiro veio a público nesta sexta e declarou que seu pé está "perfeito." Cássio e Rogério se enfrentaram quatro vezes nesta temporada, todas com vantagem para o Timão.

Rival e vencedor dos duelos pela Recopa Sul-Americana, o goleiro Cássio saiu em defesa de Rogério Ceni em entrevista coletiva nesta sexta-feira. Perguntado sobre as declarações de Adalberto Baptista, diretor de futebol do São Paulo, sobre uma possível "deficiência técnica" nas reposições de bola do companheiro de posição, o jogador do Corinthians fez elogios e ainda criticou a postura do dirigente:

- Não adianta ele ter uma excelente reposição se não aparecem para jogar. Acho que ele é o cara que melhor bate na bola em relação a goleiros no Brasil, tem uma reposição excelente e não vejo que caiu nessa situação. É um grande goleiro, tem uma grande história...De repente, até o diretor foi meio infeliz por toda a história dele no São Paulo, não vejo que decaiu a batida, não - disse.

O dirigente são-paulino disse na quinta-feira que o camisa 01 do Tricolor vive má fase na reposição de bola por conta das dores no pé direito que o atormentaram no primeiro semestre - após choque com Alexandre Pato diante do Corinthians, no Paulistão. O próprio goleiro veio a público nesta sexta e declarou que seu pé está "perfeito." Cássio e Rogério se enfrentaram quatro vezes nesta temporada, todas com vantagem para o Timão.