icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
30/11/2014
20:15

O goleiro Cássio não gostou nem um pouco de tomar cinco gols no fim de tarde deste domingo. Claramente abatido pela goleada de 5 a 2 sofrida diante do Fluminense, no Maracanã, o arqueiro do Corinthians atirou para todos os lados: desde a fraca atuação da arbitragem ao inoperante sistema ofensivo do Timão.

Um dos protagonistas da partida, o árbitro Wilton Pereira Sampaio marcou três pênaltis no mínimo questionáveis (dois pró-Fluminense, um pró-Corinthians). Os corintianos também reclamaram de faltas sofridas em dois gols dos tricolores de bola rolando. Cássio criticou a ausência de punição aos juízes que cometem graves erros.

– Teve erros de arbitragem, pode ser pressionada por declarações de outros times criticando a arbitragem, mas então temos de tomar cuidado com o que falamos por causa de punição. Eles (árbitros) apitando mal e errando em um jogo decisivo não são punidos – analisou o arqueiro do Timão

– Fomos bem no primeiro tempo. O Cavalieri foi muito bem também. Eles tiveram pênaltis duvidosos e o árbitro deu. Acabamos nos jogando para buscar o empate e tomamos mais gols – completou o goleiro, enaltecendo a boa partida do arqueiro do Fluminense.

Apesar das críticas ao árbitro, Cássio fez questão de lembrar a fraca atuação do Corinthians. O goleiro destacou as excessivas chances perdidas de gol, bem como o desespero tático diante dos gols relâmpagos do Flu no início do segundo tempo.

– Tomamos um gol, desorganizamos um pouco. Mesmo perdendo temos de manter a organização. De repente o time se jogou (...) A arbitragem errou, mas também não vamos achar que a culpa é só do árbitro. Nós também aceitamos, deixamos o time do Fluminense crescer. Poderíamos ter matado o jogo e não conseguimos. Foi um dia infeliz – comentou o camisa 12 alvinegro.

Agora ao Timão resta torcer contra o Grêmio (que joga ainda na noite deste domingo contra o Bahia) ou vencer o Criciúma na última rodada, semana que vem, na Arena Corinthians. Essa é a missão alvinegra rumo à Libertadores do ano que vem.

– Temos de ganhar. Em casa somos muito fortes, conseguimos uma grande recuperação, com um monte de vitórias. Agora vamos conseguir essa classificação em casa – finalizou o arqueiro do Timão.