icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
10/11/2014
11:29

Quando o Atlético-MG entrar em campo na próxima quarta-feira, diante do Cruzeiro, no Independência, Levir Culpi estará a 180 minutos de alcançar a melhor temporada de sua trajetória no futebol nacional. Caso vença a Copa do Brasil na decisão mineira, o treinador, que já levou o Galo ao título da Recopa Sul-Americana, conseguirá pela primeira vez conquistar dois títulos importantes em nível nacional e internacional em um mesmo ano no país.

Levir Culpi já esteve próximo deste feito em outras duas temporadas - curiosamente, ambas pelo Cruzeiro, maior rival do Atlético-MG e clube que pode interromper de novo seu sonho. 

Campeã da Copa do Brasil de 1996, a Raposa de Dida, Palhinha e Paulinho McLaren não resistiu ao Vélez Sarsifield na decisão da Supercopa Libertadores do mesmo ano. Foram derrotas por 1 a 0 no Mineirão, e 2 a 0 no Estádio José Amalfitani.

O ano de 1998 foi mais cruel ainda para Levir Culpi. Campeão da Recopa Sul-Americana, com duas vitórias sobre o River Plate, o Cruzeiro perdeu três chances de encerrar a temporada com dois títulos de relevância nacional ou internacional. Na Copa do Brasil e na Mercosul, o Palmeiras foi o principal algoz da Raposa de Müller e Fábio Júnior. No fim do ano, foi a vez do Corinthians derrubar o sonho do Brasileirão.

Nos dois anos, a equipe celeste tinha conseguido ao menos a superioridade regional sobre o maior rival, Atlético-MG. No Estadual de 2014, Levir Culpi ainda não estava à frente do Galo - a equipe de Ronaldinho & Cia., que esbarrou no Cruzeiro, estava sob o comando de Paulo Autuori.