icons.title signature.placeholder David Nascimento, Pedro Barboza e Walace Borges
21/07/2014
00:20

Mesmo sentindo-se preparado para permanecer no cargo, o técnico Ney Franco ainda não tem a situação definida no Flamengo. Isso porque o Conselho Diretor do clube tomará a decisão sobre o futuro do comandante nas próximas horas. Além disso, para demitir o treinador, o Rubro-Negro precisaria desembolsar uma quantia de aproximadamente R$ 1 milhão, referente à multa rescisória, que é de duas vezes o salário do técnico: cerca de R$ 500 mil, integrando o valor pago na carteira de trabalho, além do direito de imagem.

Em contato com a redação do LANCE!Net, nesta segunda-feira, o Flamengo garantiu que o contrato com treinador não prevê multa rescisória, e sim rescisão contratual trabalhistas de acordo com as normas da CLT.

O modelo de contrato de Ney Franco é o mesmo que foi adotado com Mano Menezes. Na ocasião, quando pediu demissão do clube, o atual técnico do Corinthians, por sua vez, precisou pagar a multa rescisória de dois salários.

Com os maus resultados de Ney Franco, com sete jogos sendo três empates e quatro derrotas , a diretoria rubro-negra cogita a possibilidade de um treinador estrangeiro para assumir o cargo. Além disso, o nome de Tite também já foi ventilado pela cúpula de futebol.

O Flamengo foi goleado na noite deste domingo por 4 a 0 pelo Internacional e continua na última colocação do Campeonato Brasileiro com sete pontos, após 11 rodadas disputadas. A próxima partida do clube na competição será no próximo domingo, às 18h30, contra o Botafogo, no Maracanã.