icons.title signature.placeholder Guilherme Abrahão e Rodrigo Lois
icons.title signature.placeholder Guilherme Abrahão e Rodrigo Lois
03/07/2013
10:46

'Lar, doce lar". Essa bem que poderia ser a frase no topo do armário de Fred nas Laranjeiras. Em vez de "local de trabalho" e "colegas", ele prefere usar os termos "casa" e "família" ao falar do ambiente no Fluminense. Com cenário tão acolhedor assim, não à toa ele descarta a chance de sair.

Fred se emociona ao falar do Flu. Ao Sportv, o atacante quase não segurou as lágrimas. Reflexo de tudo o que já conquistou dentro de campo e que viveu fora dele nesses mais de quatro anos de clube.

A relação com a torcida é um capítulo à parte. De questionado pelas lesões do passado e até perseguido na noite carioca, o atacante virou ídolo. É referência para as crianças, alegria das mulheres e participativo em causas sociais. A campanha recentemente criada na internet por sua permanência, "Fred, fica no Fluminense", não é de se estranhar.

– Isso é uma das coisas mais bacanas que tem. Isso funciona como bateria para carregar, para colocar para cima. É maravilhoso. Sinto essa responsabilidade que tenho, e sei das responsabilidades aqui no Fluminense. Sei o que represento. Estar sempre andando na linha, dando bons exemplos também – disse Fred, em recente entrevista ao LANCE!Net.

Com o departamento de futebol não é diferente. O técnico Abel Braga mandou diversas mensagens durante a Copa das Confederações. Fred convidou massagistas e roupeiros para a final, contra a Espanha. No jantar de comemoração, foi aplaudido por todo o restaurante. Ele está de fato em casa.

– Estou criando uma história tão bacana aqui que minha ideia agora é terminar a carreira no Fluminense. Quero ser lembrado pelo resto da minha vida e receber esse carinho. Tive uma relação maravilhosa com a torcida do Cruzeiro, mas este lado humano e as coisas que estou conquistando fora de campo no Fluminense, sem forçar nada, têm sido algo maior - comentou.

Estreia de Fred é confirmada

Fred finalmente estreará no Campeonato Brasileiro deste ano. O jogador confirmou presença no clássico deste próximo domingo, contra o Botafogo, na Arena Pernambuco, em Recife, e voltará a ser o centroavante titular do Fluminense.

A comissão técnica já contava com ele para o jogo, mas ainda existia uma dúvida sobre as condições do atacante para jogar desde o início, devido ao desgaste após a Copa das Confederações. Fred não entrou em campo neste Brasileirão por conta dos compromissos pela Seleção Brasileira e também pela Copa Libertadores (foi poupado para estar 100% no torneio).

Fred viaja nesta quarta-feira para Belo Horizonte para descansar com a família e se reapresenta ao Fluminense no dia seguinte. Os outros dois jogadores do Flu que participaram da Copa das Confederações, o goleiro Diego Cavalieri e o volante Jean, voltam nesta quarta.

'Lar, doce lar". Essa bem que poderia ser a frase no topo do armário de Fred nas Laranjeiras. Em vez de "local de trabalho" e "colegas", ele prefere usar os termos "casa" e "família" ao falar do ambiente no Fluminense. Com cenário tão acolhedor assim, não à toa ele descarta a chance de sair.

Fred se emociona ao falar do Flu. Ao Sportv, o atacante quase não segurou as lágrimas. Reflexo de tudo o que já conquistou dentro de campo e que viveu fora dele nesses mais de quatro anos de clube.

A relação com a torcida é um capítulo à parte. De questionado pelas lesões do passado e até perseguido na noite carioca, o atacante virou ídolo. É referência para as crianças, alegria das mulheres e participativo em causas sociais. A campanha recentemente criada na internet por sua permanência, "Fred, fica no Fluminense", não é de se estranhar.

– Isso é uma das coisas mais bacanas que tem. Isso funciona como bateria para carregar, para colocar para cima. É maravilhoso. Sinto essa responsabilidade que tenho, e sei das responsabilidades aqui no Fluminense. Sei o que represento. Estar sempre andando na linha, dando bons exemplos também – disse Fred, em recente entrevista ao LANCE!Net.

Com o departamento de futebol não é diferente. O técnico Abel Braga mandou diversas mensagens durante a Copa das Confederações. Fred convidou massagistas e roupeiros para a final, contra a Espanha. No jantar de comemoração, foi aplaudido por todo o restaurante. Ele está de fato em casa.

– Estou criando uma história tão bacana aqui que minha ideia agora é terminar a carreira no Fluminense. Quero ser lembrado pelo resto da minha vida e receber esse carinho. Tive uma relação maravilhosa com a torcida do Cruzeiro, mas este lado humano e as coisas que estou conquistando fora de campo no Fluminense, sem forçar nada, têm sido algo maior - comentou.

Estreia de Fred é confirmada

Fred finalmente estreará no Campeonato Brasileiro deste ano. O jogador confirmou presença no clássico deste próximo domingo, contra o Botafogo, na Arena Pernambuco, em Recife, e voltará a ser o centroavante titular do Fluminense.

A comissão técnica já contava com ele para o jogo, mas ainda existia uma dúvida sobre as condições do atacante para jogar desde o início, devido ao desgaste após a Copa das Confederações. Fred não entrou em campo neste Brasileirão por conta dos compromissos pela Seleção Brasileira e também pela Copa Libertadores (foi poupado para estar 100% no torneio).

Fred viaja nesta quarta-feira para Belo Horizonte para descansar com a família e se reapresenta ao Fluminense no dia seguinte. Os outros dois jogadores do Flu que participaram da Copa das Confederações, o goleiro Diego Cavalieri e o volante Jean, voltam nesta quarta.