icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
19/04/2014
16:30

O Sesi parece ser o único time na temporada a conhecer a "receita" para bater o Molico/Osasco. A equipe da Grande São Paulo estava invicta na Superliga Feminina de Vôlei, vencendo 28 partidas consecutivas, até encontrar o Sesi na semi, e perder ambas as partidas. Antes, o Sesi já havia vencido uma partida pela fase premilinar do Campeonato Paulista e a final do Sul-Americano de Clubes.

- A nossa receita é a alegria! Colocar pra fora tudo que treinamos e sabemos. Pra jogar com um time como elas tem que ser com o coração. Hoje, em um set que estávamos perdendo por "mil pontos", a gente disse: "que se dane, tem outro set". A gente tem que ter alegria, sorriso no rosto. Isso faz a gente ganhar... Ver a torcida vibrando, a gente chamando eles. É de arrepiar... - comentou a levantadora Dani Lins, presente em todas as 8 partidas da temporada contra o Molico/Osasco.

Além das quatro vitórias do Sesi, as equipes se enfrentaram na final do Paulista e da Copa Brasil, com duas vitórias para o Molico/Osasco, e nos dois duelos da fase preliminar da Superliga Feminina, a equipe osasquense também levou a melhor.

- Sempre vai ser um grande jogo, sempre um 3 a 2. São jogos sem favoritos. Fizemos um primeiro turno muito abaixo, até que colocamos nossa cabeça no lugar e tivemos consciência de tudo que podemos fazer - disse a líbero Suelen.

Na partida de hoje, o Sesi assumiu o rótulo de "carrasco de recordes" do Molico. Há 12 temporadas seguidas, o Osasco participa das finais da Superliga e, além disso, o Sesi foi responsável pela quebra do recorde de vitórias consecutivas da equipe osasquense, que vinha a 28 partidas com resultados positivos

- Cada jogo é uma história, aproveitamos as histórias nos momentos em que tivemos capacidade e competência para decidir. Perdemos o Paulista para analisarmos o que fizemos errado e aquilo fez com que detectássemos os problemas no processo. Melhoramos e conseguimos o resultado, agora fomos coroados com uma grande passagem pra final - completou o treinador da equipe, Talmo de Oliveira.