icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
11/02/2015
19:43

O atacante do Atlético Mineiro Lucas Pratto disse que o início de temporada está sendo muito bom para o grupo, que vem evoluindo no entrosamento e na parte física.

- Prova disso é que, no sábado passado, vencemos uma partida importante contra o Mamoré, num gramado que não estava bom e pesado por causa da chuva. Vamos seguir melhorando jogo a jogo.

O jogador, já aprovado pela torcida atleticana por causa das boas atuações nos três primeiros jogos da temporada, prometeu muito empenho, mas não quis arriscar um número mínimo de gols que fará com a camisa atleticana.

- Não posso prometer o número de gols que eu farei, pois eu não sei quantas partidas jogarei, mas prometo empenho e tentar fazer gol em todos os jogos. Se não der, que eu dê assistências, como eu fiz contra o Mamoré. Eu tenho de render, pois foi para isso que eu fui contratado e este é o meu trabalho, a minha obrigação.

Sobre a estreia do time na Libertadores, o atacante diz que costuma estudar sempre os adversários e que o Colo Colo, o rival na quarta-feira de cinzas, especificamente, ele conhece muito bem.

- Claro que é o treinador quem mais observa os adversários, mas eu também vejo muito futebol. Joguei no Chile e sei como está o Colo Colo, um time que estava mal e venceu três partidas seguidas. Eles têm uma dupla de ataque muito forte.

Sobre o fato de o time provavelmente treinar durante todo o carnaval e, com isso, perder a folia, Pratto mostrou profissionalismo.

- Sou jogador. E o que interessa é jogar futebol. Se tivermos de treinar no domingo e na segunda-feira, me agrada. Temos uma estreia de Libertadores pela frente. Digo sempre que a minha melhor Libertaodres é sempre a que eu ainda vou jogar. Hoje eu sei que estou numa da equipes favoritas ao título e precisamos trabalhar.

Pouco antes da entrevista, O atacante mostrou que, fora do campo, ainda está um pouco perdido no Brasil. Prova disso foi ele acabou esquecendo da entrevista coletiva na Cidade do Galo. O argentino teve de voltar rapidinho e, bem humorado, mas um pouco envergonhado, pediu desculpas para a imprensa pelo esquecimento.