icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
14/04/2014
13:11

Após o 33º título estadual conquistado pelo Flamengo, no empate em 1 a 1 com o Vasco, o técnico Jayme de Almeida fez questão de dedicar a conquista a todos os jogadores do elenco rubro-negro. Até mesmo os atletas que não foram relacionados para a partida, como Elano, Cáceres, Igor Sartori e Mattheus, entre outros, estiveram no Maracanã para levantar a taça. No entanto, o meia Carlos Eduardo foi uma das ausências.

Questionado sobre a ausência do camisa 20 na comemoração, o diretor executivo de futebol do Flamengo, Paulo Pelaipe, mostrou bastante irritação e não quis dar muitas satisfações sobre o assunto.

- Esquece o Carlos Eduardo. Ele não foi relacionado para a partida e pronto. Se quer saber, liga para ele - respondeu de forma ríspida o dirigente.

E MAIS
- Desfalque, Samir elogia qualidade do elenco rubro-negro
- Poder de reação! Jayme de Almeida elogia postura do elenco rubro-negro

GRITO DA NAÇÃO
- 'Isso aqui não é Vasco, isso aqui é Flamengo'

ACTIVO
- 33 vezes Flamengo!

BLOG FORA DE CAMPO
- Após título, Léo Moura tem recepção calorosa da família

Procurado pela reportagem do LANCE!Net, o meia-atacante comentou que, assim como na Taça Guanabara, preferiu ficar ao lado da família.

- Preferi assistir ao jogo de casa ao lado da minha família. Não fui, pois não iriam me perturbar - comentou o camisa 20, que espera que alguém tenha pego uma medalha da conquista do Carioca para ele.

- Ainda não fiquei sabendo se conseguiram pegar a minha medalha. Vou ficar sabendo no treino desta terça-feira.

Das arquibancadas, um torcedor cobrou o diretor sobre a contratação de um camisa 10 para o time. No entanto, Pelaipe fez um sinal com a mão de que não tinha como por falta de dinheiro.

Nesta temporada, Carlos Eduardo só atuou em sete partidas. A última vez que o camisa 20 entrou em campo foi na partida contra o Bolívar, em La Paz. No Flamengo desde o início do ano passado, o jogador tem contrato com o Rubro-Negro até fim de junho e será devolvido ao Rubin Kazan, da Rússia, no qual tem contrato até 2018.