icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2013
13:49

Após passar por cirurgia no joelho direito no último dia 13 e, em seguida, realizar um período de fisioterapia em casa, o lateral-esquerdo Carleto iniciou o processo de recuperação no Reffis nesta terça-feira.

Em entrevista ao site oficial do São Paulo, o jogador, que sofreu uma lesão ligamentar (anterior e posterior) no empate em 0 a 0 com Atlético-MG, no dia 20, comemorou a nova etapa do tratamento.

- Ter voltado para o Reffos foi um grande passo pra mim. Aqui tenho acompanhamento intensivo e posso fazer mais movimentos. São pequenas mudanças, mas que significam muito nesse processo de recuperação. Agora, já consigo me movimentar e meu tratamento começará pra valer - declarou.

- Tenho recebido incentivo nas redes sociais e essas mensagens me dão mais força. Fico até meio emocionado, porque recebi muito carinho dos meus companheiros. O Wellington, que já passou duas vezes por isso, disse que está triste por me ver assim. E eu também fico chateado de não poder entrar em campo e ajudar o time. Mas vou lutar e dar o meu melhor na fisioterapia para retornar logo e honrar as cores do São Paulo. Vou dar a volta por cima - complementou.

Após passar por cirurgia no joelho direito no último dia 13 e, em seguida, realizar um período de fisioterapia em casa, o lateral-esquerdo Carleto iniciou o processo de recuperação no Reffis nesta terça-feira.

Em entrevista ao site oficial do São Paulo, o jogador, que sofreu uma lesão ligamentar (anterior e posterior) no empate em 0 a 0 com Atlético-MG, no dia 20, comemorou a nova etapa do tratamento.

- Ter voltado para o Reffos foi um grande passo pra mim. Aqui tenho acompanhamento intensivo e posso fazer mais movimentos. São pequenas mudanças, mas que significam muito nesse processo de recuperação. Agora, já consigo me movimentar e meu tratamento começará pra valer - declarou.

- Tenho recebido incentivo nas redes sociais e essas mensagens me dão mais força. Fico até meio emocionado, porque recebi muito carinho dos meus companheiros. O Wellington, que já passou duas vezes por isso, disse que está triste por me ver assim. E eu também fico chateado de não poder entrar em campo e ajudar o time. Mas vou lutar e dar o meu melhor na fisioterapia para retornar logo e honrar as cores do São Paulo. Vou dar a volta por cima - complementou.