icons.title signature.placeholder Bernardo Gleizer
icons.title signature.placeholder Bernardo Gleizer
13/07/2013
20:02

Um placar incomum chamou a atenção no Campeonato Carioca Sub-17, na tarde deste sábado. Mesmo sem chances de classificação na Taça Guanabara da categoria, o Friburguense goleou o Quissamã por 16 a 0, no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo. E o mais impressionante: o jogo nem acabou...

Por conta de problemas com o ônibus, os jogadores do Quissamã - em 11, sem os membros do banco de reservas - só chegaram com cinco minutos para o início do jogo. Sem aquecer, foram sofrendo os gols. Quando o jogo estava 6 a 0, um atleta foi expulso e o time ficou com dez. No intervalo, o placar já marcava 9 a 0.

Na segunda etapa, os jogadores acusaram o desgaste físico e continuaram sofrendo gols. Até o goleiro teve de sair, lesionado, e um jogador da linha foi para a meta. Um a um foi deixando o gramado acusando lesão e quando não havia jogadores suficientes para a partida prosseguir, o árbitro encerrou o duelo aos 36 minutos do segundo tempo, com o placar de 16 a 0.

Detalhe: o Quissamã, lanterna do Grupo A com apenas três pontos, já sofreu 73 gols em 14 jogos na competição.

Um placar incomum chamou a atenção no Campeonato Carioca Sub-17, na tarde deste sábado. Mesmo sem chances de classificação na Taça Guanabara da categoria, o Friburguense goleou o Quissamã por 16 a 0, no Estádio Eduardo Guinle, em Nova Friburgo. E o mais impressionante: o jogo nem acabou...

Por conta de problemas com o ônibus, os jogadores do Quissamã - em 11, sem os membros do banco de reservas - só chegaram com cinco minutos para o início do jogo. Sem aquecer, foram sofrendo os gols. Quando o jogo estava 6 a 0, um atleta foi expulso e o time ficou com dez. No intervalo, o placar já marcava 9 a 0.

Na segunda etapa, os jogadores acusaram o desgaste físico e continuaram sofrendo gols. Até o goleiro teve de sair, lesionado, e um jogador da linha foi para a meta. Um a um foi deixando o gramado acusando lesão e quando não havia jogadores suficientes para a partida prosseguir, o árbitro encerrou o duelo aos 36 minutos do segundo tempo, com o placar de 16 a 0.

Detalhe: o Quissamã, lanterna do Grupo A com apenas três pontos, já sofreu 73 gols em 14 jogos na competição.