icons.title signature.placeholder Felipe Bolguese e Gabriel Carneiro
31/12/2013
10:01

A temporada de 2014 será de Renato Augusto. A expectativa é de dirigentes e, principalmente, de membros do departamento médico do Corinthians. Destaque em 2013, mesmo com uma série de lesões, ele terá uma preparação intensa na pré-temporada para conseguir uma sequência maior no novo ano.

Renato será o foco principal da equipe liderada pelo fisioterapeuta Bruno Mazziotti. Exames minuciosos foram feitos para analisar as capacidades biomecânica e muscular. Por ser "desalinhado", termo usado pelos médicos alvinegros, o meia pagou com um grave estiramento na coxa esquerda e uma complicação no joelho direito (confira abaixo).

O jogador se reapresentará com o restante do elenco no dia 6 de janeiro, mas ficará em um grupo especial. Primeiramente, será treinado por Mazziotti. Depois, passará pelas mãos do preparador físico Eduardo Silva, que chegará com Mano Menezes, para então ser entregue ao treinador. Por isso, sua participação no início do Campeonato Paulista de 2014 não é garantida.

Os profissionais acreditam que o jogador pode conseguir uma maior sequência na temporada que está por vir. Em 2013, ele disputou apenas 31 dos 75 jogos do Corinthians. Foram 25 duelos fora de combate por questões médicas ou físicas, sendo alguns em momentos essenciais, como as oitavas de final da Libertadores, contra o Boca Juniors, e as quartas de final da Copa do Brasil, diante do Grêmio. Nos dois casos, sua ausência foi apontada como um dos motivos para o insucesso corintiano.

Ao falar que dificilmente contratará um reforço de impacto para o primeiro semestre de 2014, a diretoria do Timão já afirmou que aposta muito em Renato Augusto. Em 2013, o meia foi contratado do Bayer Leverkusen (ALE) por cerca de R$ 9,5 milhões. Com boas atuações e golaços, como o da final da Recopa diante do São Paulo, ele caiu nas graças e foi até cogitado na Seleção Brasileira. Mas as lesões...

Em 2014, ele espera conseguir, enfim, ser "o cara" do Corinthians.

COM MANO, MEIA VESTIU A 10 DA SELEÇÃO BRASILEIRA:

Presença constante na base da Seleção Brasileira, Renato Augusto só foi lembrado no time principal sob o comando de Mano Menezes, em fevereiro de 2011. Em amistoso contra a França, o então jogador do Bayer Leverkusen vestiu a camisa 10, formando a linha de meio com Hernanes, que ficou marcado por ter sido expulso naquele jogo. Robinho e Alexandre Pato, atual companheiro de Renato Augusto no elenco do Corinthians, foram os dois atacantes titulares naquela partida.

Por ter agradado Mano, o jogador voltou a ser convocado para um amistoso vencido por 2 a 0 contra a Escócia, no mês seguinte, mas ficou no banco de reservas e jogou só um minuto. Em julho, não foi chamado para a Copa América mesmo vivendo uma das melhores fases da carreira no futebol alemão. Em agosto de 2011, participou da derrota por 3 a 2 para a seleção da Alemanha, sua última convocação.

CONFIRA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO COM BRUNO MAZZIOTTI

Renato Augusto teve um ano marcado por lesões e não conseguiu ter uma sequência grande de jogos. Ele pode ter as férias antecipadas para fazer algum trabalho?
Não. Ele e alguns outros jogadores foram poupados do último jogo do Campeonato Brasileiro e iniciaram uma bateria de testes e exames, antecipando o que faríamos em 2014. No fim das férias, ele inicia uma manutenção, mas não é nada demais.

Qual será o objetivo do trabalho com o Renato nesta temporada?
A ideia com o Renato Augusto é criar uma sequência maior para ele. Por exemplo, em 2013 ele fez 31 partidas. Isso é pouco, ainda que tenha sido mais do que ele realizou na última temporada pelo Bayer Leverkusen, lá na Alemanha.

Você já disse que ele tem um corpo "mecanicamente desalinhado". É possível ajustar isso para que ele evite novas lesões em 2014?
Eu sempre disse que ele era um atleta que me preocupava, mais até do que o Pato. Em 2014 vamos acompanhá-lo minuciosamente, de perto. Espero criar uma possibilidade de um número maior de jogos no fim da temporada. Em 2013, apesar de ter apenas uma lesão muscular, essa lesão foi grave.

RAIO-X: AS LESÕES DE RENATO AUGUSTO PELO CORINTHIANS:

Estiramento - No dia 24 de março, em duelo contra o Guarani, pelo Paulistão, Renato Augusto sofreu um estiramento muscular na parte posterior da coxa direita. Ele vinha de uma sequência de sete jogos, mas os exames antes do duelo não apontavam riscos para a sua saúde. Por isso, ele foi escalado.

Fratura - No dia 7 de julho, em duelo contra o Bahia, pelo Brasileirão, o meia se chocou com o atacante Souza e fraturou o arco zigomático (um dos ossos) do rosto. Ele só perdeu o jogo seguinte e, depois, atuou com uma máscara protetora em dois duelos posteriores. Ficou o susto da lesão.

Artroscopia - No duelo diante do Coritiba, no dia 18 de agosto, Renato sofreu uma pancada no joelho direito. Nos dias seguintes, não aguentou de dor e os médicos optaram por fazerem uma artroscopia no local. O meia estava com uma membrana inflamada e foi descoberto que a cartilagem também estava desgastada. Com isso, a recuperação exigiu maiores cuidados e a sua volta aos gramados foi adiada.