icons.title signature.placeholder Enrico Bruno
27/11/2014
16:32

Capitão do Atlético-MG durante a Libertadores de 2013, o zagueiro Réver ficou de fora de praticamente toda a Copa do Brasil, mas se recuperou de lesão à tempo de ser relacionado e ver mais de perto o título inédito da Copa do Brasil diante do Cruzeiro. De casa, Réver acompanhou a trajetória alvinegra nos últimos cinco meses, o que aumentou ainda mais a sensação e expectativa de ser campeão justamente em seu retorno.

- Título muito importante. Nós ficamos muito felizes com este título, agora é comemorar. De fora tudo é muito mais fácil. É claro que tivemos muitas dificuldades, mas fomos felizes. Com esses dois jogos que tivemos contra Corinthians e Flamengo, não tinha como não sermos campeões. Tá todo mundo de parabéns. Já conseguimos os nossos objetivos este ano - comentou o camisa 4.

MAIS:
> Marcos Rocha responde Goulart e Luan alfineta o Cruzeiro
> Com gol, Tardelli vira sexto maior artilheiro do Galo em clássicos

Outro que voltou recentemente de lesão e participou da festa no Gigante da Pampulha foi Maicosuel. O meia tinha previsão para voltar aos gramados somente no ano que vem, mas se recuperou de um estiramento na coxa, substituiu Luan ainda no primeiro tempo e contribuiu com a vitória.

- Graças a Deus estou conseguindo escrever meu nome na história do Atlético, com título. Quando o Levir me chamou (para substituir o Luan), fiquei contente porque tudo que eu queria era jogar. O grupo foi muito forte. Chegou a ter 15 jogadores no departamento médico, e mesmo assim não perdeu a qualidade. Ninguém deixou de acreditar, nem depois dos resultados negativos que tivemos. Fiz um trabalho para voltar só para final. Valia o risco, de particpar de uma final como esta. Não poderia ficar fora, mesmo correndo risco - comentou.