icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/02/2015
18:05

Em busca do bicampeonato catarinense, o Figueirense enfrenta nesta quarta-feira o Marcílio Dias, adversário válido pela segunda rodada do campeonato estadual. Capitão do time alvinegro, o zagueiro Marquinhos projeta um difícil jogo contra a equipe de Itajaí, e destaca a experiência dos jogadores que atuam no Marinheiro.

- Será um jogo muito difícil. Mas o nosso time segue com espírito guerreiro do ano passado. Pelo que eu sei o campo é pequeno e eles vão usar muito as bolas aéreas, pois tem um atacante especialista nesse tipo de jogada, o Schwenck. Certamente teremos muita disputa e, se tratando de uma equipe com jogadores de qualidade e com rodagem em grandes clubes, temos que jogar com inteligência e defender muito bem. Não tomando gol, com certeza teremos chance para fazer o nosso gol e sair de lá com os três pontos para continuar na nossa evolução.

Após observar a experiência da equipe do Marcílio Dias - o Marinheiro tem uma das maiores médias de idade do Campeonato Catarinense -, Marquinhos enalteceu a estratégia do Figueirense de mesclar experiência e juventude. Na equipe alvinegra, Argel Fucks escala no time titular Marquinhos, Marcão e Ricardinho, todos na faixa dos 30 anos, e Luan Polli, Marquinhos Pedroso e Dener, todos formados na base do clube e com menos de 23 anos.

- Já no Brasileirão mostramos que temos um grupo bom. No decorrer daquele campeonato alguns se machucaram e quem entrou deu conta do recado, sendo que muitas vezes foram jogadores da base do clube. Nosso elenco é forte e unido. Os experientes dão o suporte para os jovens, que demonstraram estar preparados para a pressão. É uma mescla importante.