icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2014
20:15

O campeão dos pesos-penas Alexandre Capitão defende, pela primeira vez, o cinturão do Jungle Fight, no próximo dia 19, na edição de número 71 do evento, marcada para o ginásio do Canindé, em São Paulo. O desafiante é ninguém menos que o invicto Renato Moicano, que no Jungle Fight 19, em 2010, estreou no MMA finalizando o próprio Capitão. Naquela época, o duelo apenas completou o card, que tinha como estrela principal o campeão mundial de jiu-jitsu Serginho Moraes, atualmente no UFC.

Alguns anos depois, a dupla reeditará o combate na luta principal do Jungle Fight 71, em um dos cards mais aguardados do ano. Com um leve favoritismo, Capitão aposta na preparação feita com o seu "exército" de companheiros em Manaus para sair vitorioso.

- Confio muito no meu chão. Não me importo se ele é bom de chão, sei que o meu é bom, e é nisso que eu confio. Minha trocação evolui muito e me garanto em pé também. Treino com um exército de lutadores duríssimos como Mário Israel, Braga Neto, Rayner Silva, então estou muito bem preparado para essa luta. Estou muito confiante e espero dar um bom show ao público - afirma Capitão, através de assessoria de imprensa.

O manauara também falou sobre o primeiro encontro entre os dois, e atribuiu a derrota ao fato de não estar, na época, focado exclusivamente no MMA.

- Acho que o preparo físico será muito importante para ajudar a vencer. Foi isso que faltou na primeira luta entre a gente, que eu não focava apenas no MMA. Antes desse evento tinha feito cinco lutas de jiu-jitsu na seletiva de Abu Dhabi uma semana antes de enfrentar o Moicano. Mas as coisas mudaram e agora ele vai enfrentar o Capitão de verdade - avisou o atual campeão, que possui um cartel de 16 vitórias e cinco derrotas.

Já Moicano acumula na carreira sete vitórias em sete lutas disputadas. O atleta de Brasília aposta em um combate equilibrado e completamente diferente do anterior. Para ele, o diferencial no combate será a evolução dos dois atletas ao longo dos últimos quatro anos.

- A luta vai começar do zero. Acredito que evoluí em todos os aspectos da luta. Na nossa vida o objetivo é evoluir, seja como pessoa ou como profissional. E eu sempre estou em busca da minha evolução. Treino muito, às vezes quatro vezes por dia. Sempre me coloco no papel de aluno, sendo humilde para ouvir as pessoas e sempre aprender algo novo. Como em qualquer outro trabalho, todo dia a gente evolui. Sei que meu adversário está preparado, mas eu também estou. Vai sair vencedor quem tiver melhorado mais, se dedicado mais - aposta o desafiante.

O cinturão dos pesos penas não será o único em disputa no No Jungle Fight 71. Com a ida de Rodrigo Monstro para o UFC recentemente, o título dos meio-médios ficou vago, e será dado ao vencedor do duelo entre Itamar Rosa e Elizeu Capoeira, que fazem a co-luta principal do evento. O card ainda conta com outras lutas de tirar o fôlego, como o duelo entre a promessa Ismael Marreta e o experiente Fabiano Jacarezinho, válido pelos pesos-galos.

Evento - Jungle Fight 71
Data: 19/07/2014
Horário: 20h30
Local: Ginásio do Canindé, São Paulo (SP)

Card Completo:
Renato "Moicano" (Constrictor Team) X Alexandre Capitão (Orion Fight Champ) - Cinturão 66 kg
Itamar Rosa (Team Nogueira) x Elizeu Capoeira (CM System) - Cinturão 77 kg
Bruno "Beirute" Tavares (Bronxs Gold Team) X Fabiano Soldado (XGYM) - 66 kg
Ciro "Bad Boy " (Kimura NU) x Lucio Curado (Popó Fight Team) - 70 kg
Diego "Faisca" Duarte (Kimura NU) x David "Tata" da Silva (Colisão Jiu Jitsu) - 61 kg
Rene " Soldado" Pessoa (Power Lotus Team) x Marcus Nuguete Vinicius (XGym) - 77KG
Ismael "Marreta"Bonfim (Popó Fight Club) x Fabiano"Jacarezinho" da Conceição (XGym) - 61 kg
Erick "Parrudo" Barbosa (LG System / Gracie Elite Salvador) x João Picirilo (Polemico Team) - 70 kg