icons.title signature.placeholder Daniel Hippertt
29/11/2013
18:07

Chapecoense e Palmeiras se enfrentam neste sábado, às 16h20, na Arena Condá, para selarem as participações na Série B. Na trajetória dos Verdões, se o título palmeirense era esperado, o vice do clube catarinense não passava pela cabeça de nenhum apostador. Capitão da equipe ao longo da temporada, Rafael Lima é integrante do time desde a campanha vitoriosa na Série C. O zagueiro garante que os mandantes não querem nem saber e vão com tudo para cima do Alviverde!

- É um grande aperitivo para a Série A. Ganhar do Palmeiras terá um gostinho a mais. Como somos os times com o menor número de derrotas, se vencermos, teremos o título simbólico de time que menos perdeu. Além de poder dizer que fomos um dos únicos que não caíram para eles nesta Série B. O empate lá em São Paulo foi lindo - revelou o defensor, com exclusividade, ao LANCE!Net

A Chapecoense treinou com portões fechados para enfrentar o clube paulista, mas Rafael antecipou em primeira mão que haverá mudança no meio de campo da equipe. A partida não é apenas o encerramento do campeonato, mas tem também tom de despedida para parte do elenco da Chape.

- A gente sabe que alguns receberam propostas. O Bruno (Rangel) não vai ficar. Começa a bater aquela nostalgia, começamos a pensar em tudo que passamos juntos. Constituímos uma familia aqui. Os torcedores nos consideram ídolos. Meu representante está aqui, tenho contrato até maio. Quero continuar no clube - analisou.

Quem é especulado em grandes clubes do Brasil para 2014 é o treinador do clube catarinense. Gilmar dal Pozzo conduziu a Chapecoense da Terceira à Primeira Divisão em dois anos. Por ele, Rafael Lima não economiza elogios.

- Para mim seria muito importante que ele ficasse, pela confiança que passa para o grupo. A permanência de outros jogadores estaria atrelada a ele - disse ao L!Net

Apesar da ausência de alguns titulares palmeirenses na partida, Rafael espera um grande jogo para colocar um ponto final na "campanha excepcional" e "premiar o torcedor".

- Vamos para cima deles - finalizou.