icons.title signature.placeholder Ivo Felipe
09/12/2013
10:15

Não só a atenção da Seleção Brasileira está toda voltada para o duelo contra a seleção sérvia, que ocorrerá nesta terça-feira, pelo Mundial Feminino de Handebol. Até mesmo as próprias rivais admitiram que tiraram um pouco o pé do acelerador  na segunda rodada do torneio, que ocorreu neste domingo, para focar na partida decisiva contra a equipe verde e amarela.

A confissão veio por parte do maior exponente do handebol sérvio. A armadora Andrea Lekic, de 26 anos, é considerada uma das principais jogadoras do planeta. E disse que o duelo com o Brasil - além de ser chave para as pretensões dos dois times no Mundial - servirá para mostrar onde o time sérvio poderá chegar na competição.

- Nós jogamos com muita intensidade por durante 30 minutos, depois nós começamos a poupar as nossas forças para os jogos de terça e quarta-feira. Ainda não conseguimos ver se estamos em boa forma, porque não jogamos partidas tão duras. Acho que enfrentar um time como o Brasil nos mostrará o quão bem nós estamos, pois será uma partida realmente dura - disse Lekic após o triunfo por 34 a 14 sobre a Argélia.

Lekic também recebeu o apoio das companheiras. Na coletiva de imprensa após o encontro, a sérvia Jelena Eric também adotou um tom de "jogo-treino" para analisar o confronto contra as argelinas. Mais uma vez, o Brasil foi citado.

- Nós mostramos em um período da partida o quanto podemos fazer com o nosso jogo. Espero que tenhamos mostrado que estamos prontas para o jogo contra o Brasil também - disse Eric.

Brasil e Sérvia se encontram nesta terça-feira, na Arena Hala Cair, em Nis (SER). O duelo ocorrerá às 15h (de Brasília).