icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira e Paulo Victor Reis
05/11/2014
07:34

Candidato a vice-presidente do Botafogo pela Chapa Azul, encabeçada por Carlos Thiago Cesário Alvim, ex-vice-presidente de Comunicação e Social do Alvinegro, o empresário Durcesio Mello esteve no Engenhão, terça-feira, para mostrar o espaço para empresários que desejam alugar o estádio em abril do próximo ano para um evento.

A expectativa é que o aluguel renda aproximadamente R$ 1 milhão para os cofres alvinegros. Por ele ter boa relação com os outros candidatos à presidência do clube de General Severiano, o evento, caso seja realmente fechado, deverá ser mantido, mesmo que a Chapa Azul saia derrotada da eleição presidencial marcada para o próximo dia 25. O estádio está fechado para reparos na cobertura e deve ser reaberto em janeiro de 2015.

Durcesio também aproveitou para prestigiar o treinamento da equipe profissional no campo anexo do Engenhão. Ele conversou com o diretor de futebol, Wilson Gottardo, por cerca de 30 minutos à beira do gramado. Durcesio também bateu papo com o presidente Mauricio Assumpção. O mandatário alvinegro tem comparecido aos treinos do elenco cada vez mais nas últimas semanas.

Durcesio foi um dos torcedores alvinegros que ajudaram o Glorioso a pagar salários de jogadores neste ano, para amenizar a grave situação financeira do clube e não ver jogadores saírem do clube de forma gratuita e por meio da Justiça. O empresário chegou a ser cogitado como candidato a presidente do Alvinegro há alguns meses, mas ficou como vice na Chapa Azul, ao lado de Carlos Thiago. Eles terão a concorrência de Carlos Eduardo Pereira, Marcelo Guimarães e Vinícius Presidente.