icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
10/07/2014
14:14

O jogo contra o Palmeiras, no dia 17, na Vila Belmiro, às 19h30, vai ser o primeiro clássico do Santos após a parada para a Copa do Mundo, e provavelmente o segundo da carreira de Bruno Uvini. Com as ausências de Jubal, com um estiramento no joelho esquerdo, e Neto, com uma lombalgia, o jovem de 23 anos de idade é o principal candidato a formar dupla de zaga com David Braz.

Após as duas baixas na defesa, o técnico Oswaldo de Oliveira escalou o beque emprestado pelo Napoli (ITA) em todos os treinamentos coletivos que comandou desde então.

- Estou confiante, desde que cheguei aqui eu vim trabalhado forte. O Oswaldo (de Oliveira) faz todos se sentirem importantes no grupo e esse um mês foi bom para conhecer melhor todo mundo, aprimorar a parte tática. Eu estava esperançoso e ela (minha chance) está chegando. Estarei preparado - disse o defensor.

Em 2011, quando Bruno atuava pelo São Paulo, foi titular em um jogo contra o Corinthians, no qual o tricolor perdeu por 5 a 0.

- Clássico é sempre difícil. Eles (Palmeiras) têm motivação extra porque têm treinador novo e todo mundo quer mostrar serviço, mas a nossa motivação não é menor que a deles, nunca. Temos objetivo, e um objetivo objetivo grande e isso não pode fazer a vontade deles ser maior que a nossa. É um clássico e vamos com tudo pela vitória - finalizou.

Além das baixas recentes no setor, o zagueiro Edu Dracena está liberado pelo departamento médico após romper o ligamento do joelho esquerdo, mas ainda faz um trabalho específico com preparados físicos, e não tem condição de jogo. Gustavo Henrique, com a mesma lesão no joelho direito, já corre em volta do gramado mas ainda se recupera.

Outras opções para o miolo de zaga são: Vinicius Simon, Paulo Ricardo e Naílson, sendo que os dois últimos foram promovidos da base neste ano, após vencerem a Copa São Paulo.