icons.title signature.placeholder Thiago Ferri
30/07/2014
12:32

A primeira edição da Copa EuroAmericana foi em 2013, mas na década de 90 o Palmeiras jogou um torneio similar: a Copa Euro-América. Assim como o torneio pelo qual entrará em campo nesta quarta-feira, às 21h50, contra a Fiorentina (ITA), aquela competição consistia na disputa entre equipes europeias e sul-americanas.

Se o formato da atual Copa não premia um clube, mas sim o continente vencedor, a outra disputa rendeu dois títulos ao Verdão, em 1991 e 1996. Campeão na primeira, o hoje técnico Toninho Cecílio valorizou o intercâmbio entre clubes.

- Uma das principais características deste torneio é o intercâmbio de informações. Os times na Europa sempre jogam estes torneios preparatórios, e a Fiorentina agora vem aqui encerrar a pré-temporada, como fizeram os times alemães conosco, em 1991. Naquela vez atuamos contra campeões mundiais com a Alemanha, em 1990. Foi uma experiência boa para nós - citou, em entrevista ao LANCE!Net.

O Alviverde, no início da década de 90 comandado pelo ídolo Dudu, carregava o peso de tentar encerrar um jejum de 15 anos sem títulos - a fila só acabou dois anos depois, em 93. Para Toninho, a conquista em cima dos alemães Hamburgo e Stuttgart ajudou a amenizar a pressão sobre aquele elenco. Atualmente, porém, a relação não é a mesma.

- Era um torneio curto, e fizemos bons jogos. Tínhamos naquela época um problema pela falta de títulos, vivíamos um fase difícil, e caiu bem aquela conquista. Teve seu valor. Hoje não é a mesma coisa. O Palmeiras ganhou a Copa do Brasil, Paulista recentemente, e é um momento bem diferente. O Palmeiras passa por uma fase delicada no Brasileiro, precisando se acertar, e este torneio é importante para ajudar nisto também. Naquela época os títulos estavam mais distantes - ponderou.

Hoje treinador e à espera de um clube (seu último trabalho foi no Paulistão, pelo Comercial), Toninho Cecílio assistirá ao jogo desta noite, que pode fazer a América do Sul descontar a vantagem da Europa na Copa: 4 a 2. Contando a partida entre Verdão e Fiorentina, ainda restam mais três confrontos no torneio amistoso.

VEJA AS ESCALAÇÕES DO TIME QUE VENCEU EM 1991 A COPA EURO-AMÉRICA

PALMEIRAS 2 X 0 HAMBURGO (ALE) - Canindé, 27/1/1991
Velloso (Ivan); Odair, Toninho, Aguirregaray e Dida (Albéris); Galeano, Betinho (Marques), Erasmo e Ranielli; Jorginho e Marcelo (Rubem).
Técnico: Dudu
Gols: Dida, aos 25' do 1º T e Marques, aos 29' do 2º T

PALMEIRAS 2 x 0 STUTTGART (ALE) - Estádio Ronaldão, em Poços de Caldas (MG), 31/1
Ivan; Odair, Toninho, Aguirregaray e Albéris; Galeano, Betinho, Erasmo (Marques) e Ranielli; Jorginho (Fred) e Marcelo.
Técnico: Dudu
Gols: Betinho, aos 14' e aos 42' do 2º T