icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2014
10:48

O presidente do Atlético-MG não perdeu a oportunidade de provocar o rival Cruzeiro após a conquista da Recopa Sul-Americana, conquistada na noite da última quarta-feira. Em partida sofrida no Mineirão, o time alvinegro terminou os 90 minutos perdendo para o Lanús por 3 a 2, o que levou a decisão para a prorrogação. No tempo extra, o Galo contou com a sorte em duas ocasiões para virar a partida e erguer a inédita Recopa. Ao fim da partida, Kalil comemorou o título no palco em que ele diz ser o 'sação de festas' do Galo e não deixou o rival Cruzeiro de lado.

- É decisão e fica todo mundo apavorado. Chegamos na nossa casa de festas e levamos a taça. Argentino faz festa aqui em cima de time azul, do Atlético não. Em seis anos de mandato foram títulos importantes e é um caminho sem volta - provocou Kalil, se referindo às últimas eliminações do rival Cruzeiro para o San Lorenzo, este ano, e Estudiantes, na final da Libertadores em 2009.


MAIS:
> Levir comemora primeiro título após três meses de clube
> R10 se esquiva ao ser questionado sobre possível adeus

Este pode ter sido o último título de Alexandre Kalil na cadeira principal do Galo, podendo o time mineiro ainda brigar pela taça do Brasileirão e da Copa do Brasil. Em dezembro, o mandato do presidente termina e Kalil deixará o clube após seis anos.

- Sexta-feira iremos encontrar com a presidente (Dilma) para discutir o futebol brasileiro. Deus me deu esse prazer de dar isso para a torcida do Atlético. É muito trabalho. Eu vou sair, mas o Atlético continuará empurrando taça para dentro. A nossa realidade mudou. Parabéns à torcida do Atlético que fez essa festa linda, que nos enche de orgulho. Eu estou despedindo do Atlético e posso dizer que Deus foi muito generoso - completou Kalil.