icons.title signature.placeholder Guilherme de Mattos - Craque do Futuro
19/11/2013
16:57

Seguindo as características do protesto feito pelos jogadores de futebol, os atletas do basquete brasileiro realizaram manifestações nas partidas do Campeonato Paulista e do NBB. Os jogadores gastaram as quatro primeiras posses de bola, em suas respectivas partidas, sem atacar, estourando o relógio de 24 segundos e mantendo o zero no placar.

Esse fato ocorreu devido ao calendário da modalidade estar muito apertado, já que equipes estão disputando até dois jogos no mesmo dia.

Os protestos aconteceram em Bauru, no compromisso entre Paschoalotto/Bauru x Palmeiras/Meltex, e também nas partidas Vivo/Franca x Paschoalotto/Bauru e, Pinheiros/SKY x Paulistano/Unimed, válidos pela semifinal do Paulista. Além de Mogi das Cruzes/Helbor x Vivo/Franca, Pinheiros/SKY x Winner/Kabum/Limeira e São José/Unimed x Liga Sorocabana, pela rodada inaugural do NBB.

Um dos atletas mais experientes do Palmeiras/Meltex, o ala-armador Guto falou sobre as manifestações dos atletas nos jogos da última semana.

- Isso mostra um pouco da força que nós, atletas, temos, mas pouco usamos. É só o princípio. Marcar dois jogos na mesma data não pode existir, é muito prejudicial para o basquete. Temos que colocar essa força em prática - destacou o armador ao LANCE!Net.
 
Os atletas esperam uma resposta da federação. Uma possível, já para a próxima temporada, é aguardada pelos clubes.