icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
12/03/2014
16:12

Portuguesa e Bragantino fizeram o jogo mais longo do Paulistão deste ano. A partida que terminou com a vitória da Lusa por 3 a 1, começou na última quarta-feira às 19h30 e só foi terminar nesta quinta. Isso porque uma queda de energia no Estádio do Canindé durante o intervalo impediu a continuação do jogo, que foi adiado pelo árbitro Leandro Bizzio Marinho.

O atacante Caio Mancha foi o personagem do jogo. Ainda na quarta-feira, a Lusa saiu na frente aos 30 minutos. Caio recebeu na entrada da área, matou no peito e sem deixar a bola cair, bateu de virada, no ângulo, um golaço. Quando as equipes foram para os vestiários, a luz se apagou.

O árbitro Leandro Bizzio Marinho esperou por cerca de duas horas para determinar o adiamento do jogo, tempo considerado um "exagero" por José Roberto Wright, ex-árbitro. O regulamento prevê apenas 30 minutos de paralisação. O árbitro Leandro Bizzio disse que "é preciso ter bom senso", já que as datas são escassas.

Com o adiamento definido, o jogo foi remarcado para recomeçar nesta quinta às 15h. O segundo tempo teve início com o Bragantino melhor. Logo aos três minutos, pênalti para o Massa Bruta. O atacante Tássio bateu forte no canto direito mas Glédson foi bem e defendeu para salvar a Lusa.

A pressão continuou e aos 13 minutos Tássio deu bela assistência para Robertinho. O lateral direito invadiu a área e chutou de perna esquerda, 1 a 1. A partida então perdeu emoção e ficou em ritmo lento até os minutos finais. Aos 39, bola alçada na área e Wanderson apareceu para cabeçear e deixar a Lusa na frente denovo.

Cinco minutos mais tarde, Caio Mancha sacramentou a vitória após contra-ataque bem executado. Com o triunfo a Portuguesa se livrou matematicamente do rebaixamento, chegando aos 17 pontos. O Linense, primeiro time na zona da degola, tem apenas 10 e não pode mais alcançar a Lusa, já que apenas seis pontos estão em disputa.

Já o Bragantino estacionou nos 19 pontos, mas ainda é o segundo colocado no Grupo D. O Massa Bruta está empatada em com o Rio Claro, mas vence nos critérios de desempate e depende somente dele para ir ao mata-mata para enfrentar o Palmeiras, líder isolado da chave.