icons.title signature.placeholder Jonas Moura
28/03/2014
19:30

Chegar às decisões dos principais torneios que disputa já virou cena comum para o Sada Cruzeiro. O dono da melhor campanha da primeira fase da Superliga Masculina pode manter a escrita em caso de vitória sobre o Vivo/Minas na segunda partida das semifinais, que acontece neste sábado, às 10h, na Arena Vivo, em Belo Horizonte. A TV Globo transmite.

Embora só tenha faturado até hoje um título do torneio nacional (na temporada 2011/2012), o Sada Cruzeiro chegou nos últimos três anos às finais de todos os campeonatos que disputou. A última vez que a equipe não terminou entre os dois melhores colocados foi na Superliga 2009/2010, quando foi eliminada na semi pelo Montes Claros.

– É um momento especial. Disputamos 14 finais e ganhamos nove. Isso mostra o quanto a equipe evoluiu. No início, quando cheguei, éramos considerados medianos. Semifinal já era um feito grande. Hoje, somos considerados favoritos – lembrou o central Douglas Cordeiro, no elenco desde 2008.

O time comandado por Marcelo Mendez já faturou nesta temporada os títulos do Mineiro, da Copa Brasil, do Sul-Americano de Clubes e o Mundial de Clubes. A Superliga é o que falta para coroar o bom momento. No ano passado, o time perdeu a decisão para o RJ Vôlei.

– Fez bem pra ratificar tudo o que foi investido pela diretoria, como estrutura, contratações, sempre visando manter uma base,de mdo que os que fossem chegando fossem se entrosando o mais rapido possivel. – completou Douglas.

Além de acumular resultados expressivos, o time mineiro conta com destaques individuais. O oposto Wallace é o maior pontuador da Superliga. O ponteiro Leal tem o melhor ataque. Já William é o atleta mais eficiente no levantamento.

No primeiro jogo das semifinais, o Sada bateu o Vivo/Minas por 3 a 0, em casa. Caso o rival iguale a série melhor de três, os times jogarão a terceira partida no dia 5 de abril.

Veteranos ao lado de novatos

O duelo entre Sada Cruzeiro e Vivo/Minas colocará em cena elencos com uma característica em comum: a dupla de centrais de cada um deles é formada por um atleta veterano e por um novato.

Aos 35 anos, Douglas, do Sada, e Henrique, do Minas, transmitem experiência aos promissores Isac e Otávio, respectivamente. Os dois novatos tem apenas 23 anos.

– O vôlei é um esporte muito dinâmico, em que você ganha com o passar dos anos. Hoje, certas situações já são automáticas, e sei tomar a decisão mais correta. Um Isac, com, essa idade, ainda não tem esses atalhos da quadra. Só temos a ganhar com a junção da minha experiência com o potencial dele – analisou Douglas.

Últimas finais disputadas pelo Sada Cruzeiro

Sul-Americano de Clubes
O Sada Cruzeiro conquistou o bi ao bater o UPCN (ARG) na final por 3 sets a 2, no dia 23 de fevereiro de 2014.

Copa Brasil
No dia 25 de janeiro de 2014, a equipe mineira levou a melhor sobre o Sesi-SP na decisão após um logo tie-break.

Campeonato Mineiro
O time de Marcelo Mendez faturou o tetracampeonato estadual com vitória sobre o Vivo/Minas por 3 a 1, no dia 22 de dezembro de 2013.

Mundial de Clubes
O Sada Cruzeiro fez história ao vencer o Lokomotiv Novosibirsk (RUS) na decisão por 3 a 0, no dia 20 de outubro de 2013. Aquela foi a primeira conquista de uma equipe brasileira no torneio, quebrando a hegemonia do Trentino (ITA), campeão das quatro edições anteriores.

Superliga 2012/2013
A equipe ficou com o vice-campeonato ao perder a decisão para o RJ Vôlei por 3 a 1, no dia 14 de abril de 2013.

Mundial de Clubes
Na edição de 2012 do torneio mais importante de clubes do mundo, o Sada Cruzeiro chegou à final, mas acabou derrotado pelo Trentino (ITA) por 3 a 0, no dia 19 de outubro daquele ano.