icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/12/2013
19:02

São 99 anos de história, tradição e, enfim, um título brasileiro. Neste domingo, com a vitória sobre o Sampaio Corrêa por 2 a 1, os fanáticos torcedores do Santa Cruz puderam gritar: "Somos campeões nacionais". E quem liga que tenha sido a Série C? Para o coração tricolor, não importa a divisão. O negócio é levantar troféu, gritar "é campeão" até não ter mais forças e encerrar com chave de ouro uma temporada histórica.

O Coral já tinha se garantido na Série B-2014, depois de passar seis anos vagando nas divisões menores do futebol nacional. Para o gran finale, novamente Arruda cheio, alguns minutos de tensão no fim do jogo, mas muita festa na arquibancada.

Entre o jogo do acesso e do título, um protagonista em comum: Flávio Caça-Rato, um dos mais folclóricos atacantes que surgiram pelas bandas de Pernambuco. Escalado como único atacante, ele marcou um dos gols da vitória. Na comemoração, tal qual Cristiano Ronaldo, ele fez questão de lembrar: "Eu estou aqui!". Como se a torcida não soubesse...

Além de Caça-Rato, são vários os herois desse título do Santa. Do goleiro Tiago Cardoso ao técnico Vica, cada peça coral deu sua contribuição. Contra o Sampaio Corrêa, o volante Dedé também resolveu mostrar serviço. Foi dele o primeiro gol, que aliviou a tensão aos 33 minutos do primeiro tempo, e o roubo de bola que originou o gol de Caça-Rato, logo no primeiro minuto do segundo tempo.

Dedé marcou o primeiro gol do Santa Cruz no Arruda (Foto: Aldo Carneiro)

O time maranhense vendeu caro o duelo. No primeiro jogo, segurou o 0 a 0 e, na volta, conseguiu fazer um jogo equilibrado na maior parte da etapa inicial. Mas os erros custaram o que seria o quarto título nacional do Sampaio. E diante de Caça-Rato e Cia, qualquer erro é fatal.

A Bolívia foi guerreira, tão gigante quanto o Santa, e a derrota na final não pode manchar a obra de arte que foi a Série C-2013. Foi apenas um borrãozinho. No segundo tempo, Cleitinho chegou a diminuir o placar, deixando o torcedor mais apreensivo e o jogo tenso. Afinal, o empate com gols daria o título ao Sampaio. Mas o Santa se segurou, graças a Tiago Cardoso, e ficou com o título. Estão todos de parabéns e que a festa continue.

SANTA CRUZ 2 X 1 SAMPAIO CORRÊA
Local: Arruda, em Recife (PE)
Data/Hora: 1/12/2013, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Neuza Ines Back
Cartões amarelos: Renatinho (SAN); Mimica, Lucas, Leandro Kivel (SAM)
Gols: Dedé, 33'/1ºT (1-0); Flávio Caça-Rato, 1'/2ºT (2-0); Cleitinho, 35'/2ºT (2-1)

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa (Panda, 33'/2ºT); Sandro Manoel, Dedé, Luciano Sorriso (Léo, 11/2ºT), Natan e Renantinho; Flávio Caça-Rato (Siloé, 22'/2ºT). Técnico: Vica

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Tote, Mimica (Raylan, 27'/2ºT), Robinho e Airton; Jonas, Arlindo Maracanã, Eloir e Cleitinho; Lucas e Leandro Kivel (Junior Chicão, 19'/2ºT). Técnico: Flávio Araújo.