icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/07/2013
15:28

Bruno Senna largará em 28º no geral e 16º na categoria Pro das 24 Horas de Spa-Francorchamps, quarta etapa da Blancpain Endurance Series, que terá a largada neste sábado, às 11h30 (de Brasília). Convidado pela equipe Von Ryan Racing para correr na categoria, o brasileiro será o principal piloto do trio completado por Rob Barff e Chris Goodwin.

Mesmo após os treinos livres com a McLaren MP4-12C, Senna admite que ainda não sabe o que está por vir nesta sua nova experiência:

- É a primeira vez que estou andando com este carro e o tempo de pista até agora foi limitado. Não dá para saber como é o seu ritmo de corrida, e nem mesmo o dos outros.

Senna e sua equipe não conseguiram ficar entre os 20 que decidiram a pole nesta quinta-feira. A equipe Vantage V8, liderada pelo alemão Stefan Mücke e que tem ainda os ingleses Andrew Howard, Daniel McKenzie e Jonny Adam ficou com a melhor colocação. O alemão classificou a equipe com tempo de 2min20s675.

Senna teve 2min22s370 como seu melhor tempo no traçado de 7.004m. Ele explicou o desempenho:

- É impossível tirar tudo do carro com tão pouca experiência, mas o que nos deixou fora da Superpole foram as bandeiras vermelhas que interromperam a sessão. Na segunda, já à noite e com a pista mais lenta, passamos a maior parte do tempo tentando regular o farol.

O piloto brasileiro ainda lembrou que o regulamento das 24 Horas de Spa pode ser uma ajuda para a equipe.

- Há 12 carros da classe amadora à nossa frente e os pilotos amadores têm de andar pelo menos seis horas. É uma forma de evitar que uma equipe se inscreva nessa classe e os amadores pilotem apenas um pouquinho, deixando praticamente todo o trabalho para os profissionais. Se forem bem mais lentos como costuma ser o caso, dá para a gente avançar bastante na corrida - lembrou Senna.

Neste sábado, Bruno Senna pilotará uma McLares duas décadas após o seu tio, Ayrton Senna, encerrar seu ciclo na equipe pela qual conquistou três campeonatos da Fórmula 1. A prova de resistência será realizada entre 27 e 28 de julho, na Bélgica.

Bruno Senna largará em 28º no geral e 16º na categoria Pro das 24 Horas de Spa-Francorchamps, quarta etapa da Blancpain Endurance Series, que terá a largada neste sábado, às 11h30 (de Brasília). Convidado pela equipe Von Ryan Racing para correr na categoria, o brasileiro será o principal piloto do trio completado por Rob Barff e Chris Goodwin.

Mesmo após os treinos livres com a McLaren MP4-12C, Senna admite que ainda não sabe o que está por vir nesta sua nova experiência:

- É a primeira vez que estou andando com este carro e o tempo de pista até agora foi limitado. Não dá para saber como é o seu ritmo de corrida, e nem mesmo o dos outros.

Senna e sua equipe não conseguiram ficar entre os 20 que decidiram a pole nesta quinta-feira. A equipe Vantage V8, liderada pelo alemão Stefan Mücke e que tem ainda os ingleses Andrew Howard, Daniel McKenzie e Jonny Adam ficou com a melhor colocação. O alemão classificou a equipe com tempo de 2min20s675.

Senna teve 2min22s370 como seu melhor tempo no traçado de 7.004m. Ele explicou o desempenho:

- É impossível tirar tudo do carro com tão pouca experiência, mas o que nos deixou fora da Superpole foram as bandeiras vermelhas que interromperam a sessão. Na segunda, já à noite e com a pista mais lenta, passamos a maior parte do tempo tentando regular o farol.

O piloto brasileiro ainda lembrou que o regulamento das 24 Horas de Spa pode ser uma ajuda para a equipe.

- Há 12 carros da classe amadora à nossa frente e os pilotos amadores têm de andar pelo menos seis horas. É uma forma de evitar que uma equipe se inscreva nessa classe e os amadores pilotem apenas um pouquinho, deixando praticamente todo o trabalho para os profissionais. Se forem bem mais lentos como costuma ser o caso, dá para a gente avançar bastante na corrida - lembrou Senna.

Neste sábado, Bruno Senna pilotará uma McLares duas décadas após o seu tio, Ayrton Senna, encerrar seu ciclo na equipe pela qual conquistou três campeonatos da Fórmula 1. A prova de resistência será realizada entre 27 e 28 de julho, na Bélgica.