icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
13/02/2015
12:31

Os últimos anos como auxiliar técnico do Osasco Audax foram recompensados para Bruno Pivetti. Nesta sexta-feira, o braço direito do técnico Fernando Diniz deixou o clube osasquense, onde trabalhava desde 2007, para se aventurar na carreira de treinador. Pivetti acertou com o Atlético-PR e vai comandar os garotos da base do time de Curitiba.

- O pessoal do Atlético-PR já tinha entrado em contato comigo há um mês, me pediram para enviar um currículo pois estavam avaliando meu nome para uma possível contratação. Mandei o currículo, mas depois esqueci porque estava focado na disputa do Paulistão. E nesta semana chegou o convite oficial, falaram com a diretoria e manifestaram interesse para eu assumir a equipe sub-19. E não só isso, mas também para assumir a coordenação das categorias de base. A diretoria aqui do Audax foi muio cordial e deixou para eu decidir - disse Bruno Pivetti.

- O Atlético-PR me apresentou um projeto, um projeto ambicioso, de investimento maciço nos próximos anos nas categorias de base, e com toda estrutura para que esse projeto possa ser colocado em prática. Achei que era por bem e era no meu tempo de ter uma oportunidade como treinador e decidi aceitar esse novo desafio profissional - completou.

Bruno Pivetti falou também do sentimento ambíguo que está vivendo no momento.

- Ao mesmo tempo que estou feliz com a oportunidade, já que sempre tive o sonho de ser treinador e estar iniciando essa carreira num clube do porte do Atlético-PR é muito gratificante, uma prova do reconhecimento do meu trabalho, também fico com esse sentimento de perda e de tristeza por ter que deixar o projeto do Osasco Audax no meio do caminho. Me dediquei de corpo e alma aqui, mas por circunstâncias da vida e do futebol teve que ser interrompido - disse.

Sobre a campanha da equipe dentro do Paulistão - uma derrota e três empates -, Bruno Pivetti disse que acredita na recuperação dentro da competição.

- Temos um potencial muito forte, estamos evoluindo apesar da vitória ainda não ter acontecido, o campeonato está no começo ainda e o que fica é a evolução jogo a jogo. Acredito numa bela campanha até o final", finalizou o agora treinador do sub-19 do Atlético-PR, que está prestes a completar 31 anos de idade - encerrou.