icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2014
14:42

Perto de voltar a disputar o Campeonato Brasileiro, depois de o mesmo ter sido paralisado para a realização da Copa do Mundo, o Fluminense não conta com o camisa 9 Fred, que vestiu o mesmo número na Seleção do Brasil. O centroavante foi liberado pela comissão técnica e desfalca o Tricolor. Walter, recuperado de procedimento cirúrgico, é quem deve entrar na vaga do capitão e formar dupla de ataque com Rafael Sobis.

Após o treino desta segunda-feira, em entrevista coletiva, o lateral-direito Bruno comentou sobre a ausência do atacante do Flu. Ele relembrou o Mundial desgastante que Fred passou e ressaltou a importância da família neste momento, sem negar que o elenco sentirá a ausência do jogador.

- (O Fred) vai fazer falta, mas ele merece descansar e ficar com a família. Foi uma Copa que desgastou bastante, mas acredito que ele vai descansar e vai voltar inteiro. A família do Fluminense também espera por ele. Sabemos da qualidade que ele possui - confiou o lateral.

Nesta Copa, Fred marcou um único gol e foi bastante questionado pelos brasileiros. Na partida de disputa pelo terceiro lugar, diante da Holanda, acabou barrado por Luiz Felipe Scolari, que optou - em vão - por escalar Jô como titular. A responsabilidade pela escassez de gols do centroavante, porém, deve ser partilhada por todo o grupo, de acordo com Bruno:

- O que vemos de fora é complicado. Ele foi chamado pelo o que fez no Fluminense e na Copa das Confederações também. O conjunto eu acho que não ajudou muito. Ele ficou muito isolado. Fazemos de tudo para ele ficar bem e ele ajuda a gente também... Acho que faltou ao conjunto do Brasil, para que alguém chegasse perto dele e ele pudesse concluir em gols.

Perguntado sobre um possível abatimento de Fred, que certamente ficará marcado pela escandalosa derrota de 7 a 1 para a Alemanha - o mais vergonhoso revés em 100 anos de Seleção Brasileira -, o lateral-direito voltou a falar da importância da família para a fase atual do capitão tricolor.

- Acho que a família é o que dá força no dia a dia. Acredito que ele deve estar com a família, descansando, e daqui a pouco voltar. Ele sabe o que representa para o Fluminense e para o futebol brasileiro. Estamos esperando ele vir para seguir a caminhada - disse, para depois mostrar confiança na volta por cima do companheiro: - Acredito que quando ele entrar no Fluminense vai voltar a alegria dele. O grupo é excelente e vamos dar força para ele, porque ele já nos ajudou muito. O Fred vai voltar a fazer gols, que é o que a torcida espera dele.

Os ânimos nas Laranjeiras, de fato, parecem estar bem. Com a derrota da Argentina na final, Bruno revelou que o elenco anda pegando no pé do argentino Darío Conca.

- Lógico, a gente "zoou" muito ele (Conca). Ele sempre fica incomodando no vestiário. Nosso grupo é muito brincalhão. Um argentino no vestiário já é chato, imagina um monte de argentinos no Brasil! A gente ainda vai pegar muito no pé dele - prometeu, divertindo-se ao ser perguntado sobre o meia do Flu.

Nesse clima de descontração, o Fluminense viaja nesta segunda-feira para Santa Catarina, onde pegará o Criciúma na quarta, às 22h, no Estádio Heriberto Hülse, pelo Campeonato Brasileiro.