icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira
13/11/2014
11:03

Para o atacante Bruno Correa, a baixa carga de treinos que tinha no futebol asiático contribuiu para as lesões que teve desde a chegada ao Botafogo. Bruno afirmou que a preparação física aqui é mais forte.

– Creio que as lesões foram por causa disso. Pelo calor, treinávamos só às 22h e por meia hora lá no Oriente Médio. Quando cheguei, achei que fosse demorar a me adaptar. O trabalho físico é mais intenso e os treinos com bola são mais longos – afirmou.

Quando chegou, Bruno fez duas partidas e logo sofreu um estiramento na panturrilha direita. Durante o tratamento, tratou uma tendinite crônica e passou por cirurgias de apêndice e hérnia. Depois de superar todos esses problemas, ele garantiu que está bem preparado.

- O trabalho está sendo bem feito. O Emílio (Faro) e o Moraci (Sant'anna) - preparadores físicos - falam muito comigo. Pela lesão que tive, eles me colocam para treinar à parte, com outros jogadores, para trabalhar a parte física e técnica.