icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
icons.title signature.placeholder Luis Fernando Coutinho
03/07/2013
15:11

A carreira de Charles do Bronx no MMA é meteórica. Depois de estrear no esporte em 2008, o lutador fez 12 lutas em menos de dois anos e chegou ao UFC em janeiro de 2010. Com um jiu-jitsu afiado, o paulista de Santos já levou dois prêmios de "Finalização da Noite" em suas quatro lutas. Porém, após sete combates, o brasileiro conta com apenas três vitórias na franquia. Após ser nocauteado por Cub Swanson em seu último compromisso no evento, em setembro passado, Charles pediu e agora terá o maior desafio de sua carreira. No UFC 162, que acontece neste sábado, em Las vegas, o atleta enfrentará o ex-campeão dos leves Frankie Edgar.

Em entrevista ao LANCE!Net, Do Bronx comentou a luta mais importante de sua carreira. Ele admitiu que entende que muitas pessoas duvidem de sua vitória, mas fez questão de mandar um recado aos torcedores brasileiros.

- Sei que a maioria não acredita na minha vitoria, mas estou focado e super bem. Peço a força da torcida. Estou focado, fazendo a minha parte. Se puderem orar e torcer por mim, vou conseguir trazer essa vitória para o Brasil. Fiquei muito feliz quando soube que enfrentaria o Frank. Em toda entrevista eu pedia um cara duro para enfrentar. Mas, a gente sabe que nem sempre rola. Estamos no UFC e ele é um top dez. Pedi muito uma luta importante. Nunca sabemos quem pode vir. Mandaram logo o Frank, um ex-campeão. Sou muito fã dele. Treinei muito forte para essa luta - declarou o peso-pena, em conversa por telefone.

Charles ainda revelou um pouco de sua estratégia para o confronto contra o 'ídolo'. Sabendo de sua envergadura maior, o lutador pretende manter a distância no jogo de boxe e, na hora certa, levar o combate para o chão, onde é sua especialidade.

Frank Edgar vem de derrota para o campeão José Aldo, em fevereiro (FOTOS: Divulgação/UFC)

- Dessa vez, realmente foquei um pouco mais no boxe. Treinei com alguns cubanos. Mas, treinei de tudo um pouco. Minha envergadura é maior que a dele, meu jiu-jistu é bom... Sou completo. Vou usar bastante a minha envergadura. Mas a ideia é levar, na hora certa, a luta para o chão e trabalhar o meu jiu-jitsu - revelou.

Confira um bate-papo com Charles Do Bronx
Como foi a preparação para essa luta?
Eu procurei treinar um pouco fora aqui de Santos. Treinei na Chute Boxe com muita gente. Mas muita gente também veio me ajudar. Treinei aqui com o Hugo Wolverine e mais outros atletas. Fiz treinos com muita gente. Mas a parte na qual eu mais investi foi no boxe mesmo.

Você vai enfrentar um ex-campeão no coevento principal de um show que conta com Anderson Silva se apresentando... Você está nervoso?
Nada se compara ao que vou viver no sábado. Mas entrei no UFC e fiz minha estreia em um coevento principal também. Fico muito feliz de fazer parte de um evento bom como esse. Não estou nem um pouco nervoso. Estou feliz e tranquilo pela chegada da hora da luta.

Na sua última luta, você contundiu o pé se aquecendo  no vestiário. Vai tomar mais cuidado dessa vez?
Cara, eu estava 100%. Acabei me contundindo. Na hora da luta, estourou o ligamento. Mas agora estou super focado, não tenho nenhuma lesão... Estou tomando cuidado para poder me apresentar da melhor maneira o possivel contra o Frank.

A carreira de Charles do Bronx no MMA é meteórica. Depois de estrear no esporte em 2008, o lutador fez 12 lutas em menos de dois anos e chegou ao UFC em janeiro de 2010. Com um jiu-jitsu afiado, o paulista de Santos já levou dois prêmios de "Finalização da Noite" em suas quatro lutas. Porém, após sete combates, o brasileiro conta com apenas três vitórias na franquia. Após ser nocauteado por Cub Swanson em seu último compromisso no evento, em setembro passado, Charles pediu e agora terá o maior desafio de sua carreira. No UFC 162, que acontece neste sábado, em Las vegas, o atleta enfrentará o ex-campeão dos leves Frankie Edgar.

Em entrevista ao LANCE!Net, Do Bronx comentou a luta mais importante de sua carreira. Ele admitiu que entende que muitas pessoas duvidem de sua vitória, mas fez questão de mandar um recado aos torcedores brasileiros.

- Sei que a maioria não acredita na minha vitoria, mas estou focado e super bem. Peço a força da torcida. Estou focado, fazendo a minha parte. Se puderem orar e torcer por mim, vou conseguir trazer essa vitória para o Brasil. Fiquei muito feliz quando soube que enfrentaria o Frank. Em toda entrevista eu pedia um cara duro para enfrentar. Mas, a gente sabe que nem sempre rola. Estamos no UFC e ele é um top dez. Pedi muito uma luta importante. Nunca sabemos quem pode vir. Mandaram logo o Frank, um ex-campeão. Sou muito fã dele. Treinei muito forte para essa luta - declarou o peso-pena, em conversa por telefone.

Charles ainda revelou um pouco de sua estratégia para o confronto contra o 'ídolo'. Sabendo de sua envergadura maior, o lutador pretende manter a distância no jogo de boxe e, na hora certa, levar o combate para o chão, onde é sua especialidade.

Frank Edgar vem de derrota para o campeão José Aldo, em fevereiro (FOTOS: Divulgação/UFC)

- Dessa vez, realmente foquei um pouco mais no boxe. Treinei com alguns cubanos. Mas, treinei de tudo um pouco. Minha envergadura é maior que a dele, meu jiu-jistu é bom... Sou completo. Vou usar bastante a minha envergadura. Mas a ideia é levar, na hora certa, a luta para o chão e trabalhar o meu jiu-jitsu - revelou.

Confira um bate-papo com Charles Do Bronx
Como foi a preparação para essa luta?
Eu procurei treinar um pouco fora aqui de Santos. Treinei na Chute Boxe com muita gente. Mas muita gente também veio me ajudar. Treinei aqui com o Hugo Wolverine e mais outros atletas. Fiz treinos com muita gente. Mas a parte na qual eu mais investi foi no boxe mesmo.

Você vai enfrentar um ex-campeão no coevento principal de um show que conta com Anderson Silva se apresentando... Você está nervoso?
Nada se compara ao que vou viver no sábado. Mas entrei no UFC e fiz minha estreia em um coevento principal também. Fico muito feliz de fazer parte de um evento bom como esse. Não estou nem um pouco nervoso. Estou feliz e tranquilo pela chegada da hora da luta.

Na sua última luta, você contundiu o pé se aquecendo  no vestiário. Vai tomar mais cuidado dessa vez?
Cara, eu estava 100%. Acabei me contundindo. Na hora da luta, estourou o ligamento. Mas agora estou super focado, não tenho nenhuma lesão... Estou tomando cuidado para poder me apresentar da melhor maneira o possivel contra o Frank.