icons.title signature.placeholder Alexandre Araújo e Leo Burlá
15/04/2014
11:29

Mais um capítulo da briga entre Vasco e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro aconteceu na última segunda-feira. Luciana Lopes, filha de Rubens Lopes, presidente da Ferj, foi demitida e não presta mais serviços jurídicos ao Cruz-Maltino. Segundo o LANCE!Net apurou, o vice-presidente Antônio Peralta foi quem haveria comunicado a Luciana a decisão da diretoria.

Luciana não era funcionário do Vasco, mas recebia mensalmente uma remuneração para defesas nos tribunais. Principalmente, em problemas no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). No fim do ano passado, no caso de Joinville, quando o Vasco tentou ganhar os pontos da partida alegando que o mandante, Atlético-PR, foi o causador da paralisação da partida em mais de uma hora devido a atos de violência entre as torcidas, foi Luciana que defendeu o clube.

A advogada defendeu ainda o ex-jogador Juninho, em 2012, e Carlos Alberto, no ano passado, ambos em caso de doping.

Procurada pelo LANCE!Net, Luciana garantiu que partiu dela a decisão de se desligar do clube.

- Eu que tomei a decisão de sair. Já vinha pensando nisso há um tempo, não foi de agora. Tinha algumas divergências com o departamento jurídico - disse.

O conflito entre Vasco e Federação ganhou ainda mais volume após a final do Campeonato Carioca, que foi decidido após um erro de arbitragem, que não viu o impedimento de Márcio Araújo, autor do gol que deu o título ao Rubro-Negro.