icons.title signature.placeholder Jonas Moura
18/02/2015
14:29

A foto acima foi tirada no exato momento em que Marcelo Melo, melhor duplista do Brasil, em quarto lugar no ranking da ATP, caminhava acompanhado do irmão Daniel Melo rumo a umas das quadras de treino do Aberto do Rio, que acontece no Jockey Club, no Rio de Janeiro. Em nenhum momento ele foi cercado por qualquer interessado no esporte. Afinal, os olhos estavam em Rafael Nadal.

Minutos mais tarde, outro destaque brazuca atravessa o portão. Trata-se de Teliana Pereira, a melhor atleta do país, 109ª no ranking, que deixou o torneio de simples ao ser batida pela italiana Sara Errani (16ª) na terça-feira. Ela chegou a correr tranquilamente em aquecimento do lado de fora da quadra, onde o público tem acesso livre. Novamente, nenhuma manifestação acalorada.

- Aquela ali é a Teliana? - pergunta uma fã após mais de 20 minutos depois que a pernambucana chegou ao local - ah, ela joga hoje nas duplas, né? - indagou em seguida.

O Touro Miúra, número três da ATP, treinou tranquilo, em um início de tarde que não lembrava em nada os dias de calor na capital carioca. Orientado pelo tio Toni Nadal, atendeu a todos com simpatia. Rolou até empréstimo de caneta entre os fãs, mobilizados em torno do maior astro do torneio.

Melo encara, ao lado do austríaco Julein Knowle, a parceria formada pelo espanhol Pablo Andujar e o austríaco Oliver Marach, a partir das 16h45 (de Brasília). Teliana, com a parceira Bia Maia, encara mais cedo Chin-Wei Chan (TPE) e Raluca Olaru (ROU).

Eliminada na disputa de simples, Teliana ainda tenta ir longe nas duplas (Foto: Divulgação)