icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
10/02/2015
23:56

O Brasília deu sequência a sua boa fase na temporada 2014/2015. Mesmo diante de um dos melhores mandantes do NBB 7, a equipe candanga abriu vantagem ainda no primeiro quarto, não deu chances de reação ao São José e fechou a partida com a importante vitória, por 78 a 67, em São José dos Campos. O triunfo foi o quarto consecutivo no campeonato.

O grande destaque da vitória do Brasília foi o pivô Lucas Cipolini, que fechou o jogo com um duplo-duplo de 14 pontos e 13 rebotes. Além do pivô, o time do Distrito Federal contou com boas atuações dos alas Kyle LaMonte, Arthur e Isaac, que anotaram 15, 12 e 11 pontos, respectivamente, e também do experiente ala/pivô Guilherme Giovannoni, autor de dez pontos e cinco rebotes.

Na primeira partida contra a sua ex-equipe, o armador Fúlvio, ídolo da torcida do São José mas que hoje defende as cores do Brasília no NBB, fechou a partida com expressivas dez assistências e dois pontos anotados. Pelo lado do São José os destaques foram o pivô Drudi, autor de 17 pontos e nove rebotes, e o ala norte-americano Jimmy Baxter, que fechou a partida com 17 pontos, quatro assistências, três rebotes e duas bolas roubadas.

Após a bela vitória sobre a equipe do Vale do Paraíba, o Brasília agora é dono da campanha de dez vitórias em 22 jogos (45,4% de aproveitamento) e subiu para a nona colocação da tabela de classificação. Já São José tem campanha idêntica a do Brasília, porém caiu uma posição e viu seu rival candango o ultrapassar na tabela por conta dos critérios de desempate. Esta foi a sétima derrota da equipe joseense nas últimas oito partidas do NBB 7.

Depois do triunfo desta noite, o Brasília vai até Mogi das Cruzes para tentar aumentar sua série positiva. O duelo acontecerá na próxima quinta-feira, às 20h, no Ginásio Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes. Já São José recebe o Basquete Cearense, no Ginásio Lineu de Moura, também na quinta-feira, às 20h.

BRASÍLIA VENCE FORA DE CASA

O duelo entre São José e Brasília começou muito equilibrado. Durante os primeiros seis minutos de partida as duas equipes trocaram cestas e ficaram “lá e cá” no placar. Somente nos últimos quatro minutos, com a cravada e o arremesso certeiro do pivô Cipolini, o Brasília conseguiu, pela primeira vez no jogo, abrir uma vantagem maior de dois pontos (16 a 10). Nos minutos finais as duas equipes voltaram a se equilibrar em quadra e os dez minutos iniciais de partida acabaram com a equipe da Capital Federal na frente (20 a 14).

O Brasília iniciou o segundo quarto melhor e aplicando sete a dois logo nos primeiros minutos, aumentou sua vantagem para 11 pontos (27 a 16). A equipe joseense contou com boa atuação do trio Drudi, Baxter e Dedé, que juntos anotaram todos os 14 pontos do São José no período, porém o Brasília repetiu a boa atuação ofensiva tanto em pontos, mais uma vez com 20, quanto em aproveitamento nos arremessos (64,5%), e fechou o primeiro tempo com 12 pontos de vantagem (40 a 28).

O intervalo fez muito bem ao São José que voltou mais forte na defesa e contando com um grande aproveitamento nos arremessos, abriu oito a dois no período e reduziu a desvantagem para apenas seis pontos (42 a 36). O Brasília conseguiu parar a reação joseense e equilibrou novamente a partida. A partir deste momento, os dois times abdicaram dos arremessos para três pontos e apostar nos tiros de 2 pontos e se deram muito bem. Com grande aproveitamento dos dois lados, cada time com oito arremessos de 2 pontos, São José e Brasília fizeram um grande período ofensivo, porém melhor para a equipe candanga que foi para o último período na frente (59 a 50).

Com boa vantagem no placar, o Brasília não deixou que o São José embalasse e reagisse no jogo. A equipe joseense brigou até os últimos segundos de partida reduzir o placar, porém o Brasília se mostrou um time muito seguro em quadra e não deu chances ao time mandante. Já no minuto final, o experiente ala/pivô Guilherme Giovannoni acertou arremesso para 3 pontos que ajudou o Brasília a vencer o último período por 19 a 17 e fechar a partida com a importante vitória no NBB 7.