icons.title signature.placeholder Michel Castellar
12/06/2014
19:25

Na Copa das Confederações, Brasília foi um dos principais redutos de manifestações mas, na estreia do Brasil da Copa do Mundo, os torcedores resolveram ignorá-las e lotaram a Fan Fest local. Mas cerca de 100 pessoas realizaram um protesto, que teve um princípio de confronto com policiais militares e terminou com dois participantes presos.

- Não somos contra o futebol. Mas não podemos permitir que ele seja usado para cercear os direitos que conquistamos - disse um dos líderes do Comitê Popular da Copa-DF, Thiago Ávila.

Ávila contou que durante a semana, cinco integrantes do Comitê Popular receberam a visita de um homem que se dizia ser do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), mas depois descobriu-se que era um agente da Polícia Federal. O policial fez perguntas sobre a rotina dos manifestantes.

De acordo com Ávila, um boletim de ocorrência foi resgistrado. O militante frisou que a intimidação não afetaria o movimento e a pauta de reivindicação por melhoria na educação, saúde e nos serviços públicos, entre outros temas, permaneceria.


Mas no protesto de domingo, apenas cerca de 100 pessoas participaram. Elas se concentraram em uma praça e se dirigiram para a Fan Fest, realizada em Taguatinga, distante 25 quilômetros do Estádio Nacional Mané Garrincha.
 
Ao tentarem invadir o perímetro de segurança do local, os manifestantes foram contidos pela polícia e um princípio de confronto ocorreu. Sob a alegação de incitação à violência e desobediência, dois protestantes foram presos.
 
- Eles podem ir na Fan Fest mas precisam desmobilizar a passeata. E também é proibido distribuir panfletos - disse o coronel da Polícia Militar Neviton Pereira Júnior, que apreendeu uma das faixas dos manifestantes.
 
Enquanto os protestantes caminhavam em direção à Fan Fest, poucos torcedores deram atenção ao movimento. Muitos corriam, já que faltavam cerca de 30 minutos para o início da partida.
 
O Fan Fest de Brasília tem capacidade para 50 mil pesssoas e, de acordo com os organizadores, mais de 40 mil pessoas foram assistir à vitória do Brasil sobre a Croácia. Além dos brasileiros, chilenos, mexicanos, equatorianos, americanos e belgas também foram ao espaço reservado para os torcedores.
 
- Viemos para conhecer a capital do país. Estamos adorando o Fan Fest e vamos torcer pelo Brasil - afirmou a estudante chilena Carol Loyola.

A Fan Fest de Brasília terminou com um show do cantor Gusttavo Lima, que começou assim que acabou o jogo do Brasil.