icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/04/2014
00:21

O Chelsea não tem tempo a perder. O empate desta terça-feira diante do Atlético de Madrid foi um excelente resultado. Porém, o time sabe que precisará se superar no jogo da volta, pois nenhum empate é garantia de classificação, já que o 0 a 0 leva aos pênaltis e qualquer outra igualdade irá classificar o rival. E antes deste duelo contra os espanhóis o time precisará vencer o Liverpool a qualquerc usto caso ainda queira sonhar com o título inglês.

- Nem dá pra pensar muito no resultado em Madri, que não foi ruim. Temos de voltar a cabeça para o Inglês. Lá a luta está difícil, mas se vencermos o Liverpool podemos chegar, né?  Estamos focados nessas duas frentes. Nosso pensamento é o seguinte: qual  time não queria estar no nosso  lugar, lutando por uma vaga na final da champions e brigando pelo título nacional. Nossos dias andam tão decisivos que nem dá pra pensar muito na convocação para a Seleção Brasileira.  Isso é pra você ver como está a minha cabeça - disse o volante Ramires, que no sistema ultradefensivo de José Mourinho é quase um lateral-direito.

O meia William segue o mesmo discurso. Nada de pensar na Seleção, nada de festejar um bom resultado fora de casa na Liga dos Campeões.  Há um Liverpool pela frente.

- Há muitos jogos importantes pela frente para nós. Mas temos de ir passo a passo. Uma vitória sobre o Liverpool mostrará a nossa força. Seria fora de casa, contra um adversário que tem um ataque fantástico e vamos jogar desfalcados (NR: de Peter Cech).  Depois é que pensaremos na partida da volta contra o Atlético e na convocação da Seleção. Uma prioridade em cada lugar.

Ramires exalta momento do Chelsea na temporada