icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/02/2015
12:17

Flamengo e Brasil já se enfrentaram quatro vezes na história, todas nos anos 80, entre 1984 e 1985. E há um grande equilíbrio, com duas vitórias para cada lado.  O Brasil, inclusive, eliminou o Mengão no Brasileiro-85. Nesta quarta-feira, os times voltam a se enfrentar em duelo válido pela Copa do Brasil. Relembre os jogos.

10/3/84 Flamengo 3 x 0 Brasil - Campeonato Brasileiro

O primeiro confronto foi o único fácil para o Flamengo. Na fase anterior daquele Brasileiro, o Mengo se classificou em primeiro lugar no seu grupo. O Brasil avançara em terceiro lugar, mas com o mérito de ter eliminado o Cruzeiro e, por isso, o jogo era considerado de risco para o Rubro-Negro.  O time gaúcho sentiu o peso de jogar no Maracanã e levou dois gols no primeiro tempo, marcados pelo lateral-esquerdo Adalberto, recém-promovido para os profissionais e substituindo a Junior (que fora negociado para a Itália) e Andrade. Na etapa final, Bebeto ampliou.  Uma curiosidade: Felipão, em início de carreira, era o treinador do Brasil.  

Estádio: Maracanã, no Rio (RJ)

Flamengo: Fillol, Leandro, Figueiredo, Mozer, Adalberto, Andrade, Adilio, Tita, Lúcio, Nunes (Bebeto) e João Paulo. Técnico: Claudio Garcia

Brasil: Gilberto, Valdir, Silva, Helio e Bastos; Doraci, Lívio e André; Jurandir, Ivanir (Junior Brasília) e Zezinho. Técnico. Luiz Felipe Scolari.

Gols: Adalberto, Andrade e Bebeto.

Público: 17.297

21/3/84 - Brasil 1x0 Flamengo - Campeonato Brasileiro

Foi a partida do returno do Brasileiro daquele ano. Um gol de Chico Fraga de falta, uma bomba de fora da área, no segundo tempo, definiu a partida. Naquele momento, Fla e Brasil dividiam a vice-liderança. do Grupo N, com quatro pontos. A Portuguesa liderava (5) e o Inter era o lanterna (3). No fim, Lusa e Flamengo avançaram de fase e o Brasil terminou em terceiro.  



Estádio: Bento de Freitas, em Pelotas (RS)

Brasil: Gilberto, Valdir, Silva, Helio e Chico Fraga; Doraci, Lívio e Andrezinho; Jurandir, Junior Brasília e Zezinho. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Flamengo: Fillol, Leandro, Figueiredo, Mozer, Júnior, Andrade, Adilio, Lico (Nunes), Lúcio, Edmar e João Paulo (Bebeto). Técnico. Claudio Garcia

Público: 18.000 (estimado)

10/7/85 - Flamengo 1 x 0 Brasil - Campeonato Brasileiro

Um gol de Bebeto logo aos quatro minutos, cobrando um pênalti discutível, garantiu o 1 a 0 numa partida em que o Flamengo jogou muito mal e foi vaiado pela torcida, que só poupou o então júnior Ailton (o mesmo que depois se destacaria na equipe e também se sairia muito bem com a camisa do Grêmio e do Fluminense). Só que a torcida do Flamengo estava em outra naquele dia. O jogo ocorreu dois dias antes da partida festiva que marcou a volta de Zico ao Rubro-Negro e todos só falavam nisso. Aquela vitória fez o Flamengo pular para quatro pontos (naquela época o triunfo valia dois pontos) e superar o Brasil, que parou nos três, na liderança do Grupo E.



Estádio: Maracanã, no Rio (RJ)

Flamengo: Fillol, Ailton, Leandro, Guto, Nem, Andrade, Adilio, Bebeto, Tita (Elder), Chiquinho e Marquinho (Gilmar). Tércnico: Zagallo

Brasil: João Luís; Nei Dias, Silva, Hélio e Jorge Batata; Doraci, Sílvio e Alamir; Canhotinho (Junior Brasília), Bira e Zezinho. Técnico Walmir Louriz

Gol do Flamengo: Bebeto, de pênalti.

Público: 13.607

18.7 - Brasil 2x0 Flamengo - Campeonato Brasileiro

Esta é considerada a partida mais mítica já disputada pelo Brasil no seu estádio, o Bento de Freitas, que recebeu a sua lotação máxima na época, 16.500. O Flamengo entrou para o duelo com seis pontos, contra cinco do rival no Grupo E. Era a penúltima rodada e o Flamengo, com Zico,  entrou como favorito. Mas Bira, no primeiro tempo, pôs o Xavante na frente num gol inacreditável, que teve falha de Mozer e uma furada na bola histórica de Fillol. Na etapa final o Flamengo foi com tudo em busca do empate, mas levou o segundo gol, marcado por Junior Brasília num contra-ataque, dando um toque por cobertura. O Brasil assumiu na liderança do grupo, manteve a posição na rodada final e avançou à fase decisiva, enquanto o Flamengo acabou eliminado. O Brasil teve a sua melhor participação em Brasileiros, só caindo nas semifinais para o Bangu.
 


Estádio: Bento de Freitas, em Pelotas (RS)

Flamengo: Fillol, Ailton, Leandro, Mozer e Adalberto; Andrade, Adilio e Zico; Tita, Chiquinho e Bebeto. Técnico: Zagallo

Brasil: João Luís; Nei Dias, Silva, Hélio e Jorge Batata; Doraci, Sílvio e Alamir; Junior Brasilia, Bira e Canhotinho. Técnico: Walmir Louriz

Público: 16.500