icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
05/02/2015
20:01

O clima em João Pessoa (PB) para o início da sétima etapa do Circuito Brasil Open de vôlei de praia é de muita animação e otimismo. No fim da tarde desta quinta-feira, operários trabalhavam para dar os últimos retoques na arena construída na Praia de Cabo Branco para receber o evento, que começa na manhã desta sexta e que irá até domingo. Na quadra ao lado, alguns jogadores treinavam para também fazer os últimos ajustes nos times para a disputa.

Com 32 duplas, 16 femininas e 16 no masculino, o evento terá cinco jogadores paraibanos, casos de Álvaro Filho, Vitor Felipe, Jô, Bruna e Thati. Entre os atletas que vão atuar em casa, Jô, de 24 anos, que forma dupla com Léo Vieira, natural de Brasília, é um dos mais entusiasmados. A dupla ocupa a segunda colocação do ranking e luta pelo título. Caso isso aconteça, ainda garantirá uma das quatro vagas do Brasil para o Circuito Mundial.

- É um prazer muito grande jogar em casa. É diferente porque, além de ser aqui em João Pessoa, é o berço do vôlei de praia. Estamos na briga pelo título e muito confiantes. Vamos jogar perto de nossos familiares, amigos, namoradas, pessoas que sabem do nosso esforço para chegarmos até aqui - afirmou Jô ao LANCE!Net.

Mesmo objetivo de Jô tem Vítor Felipe, que forma dupla com Álvaro Filho, também paraibano. A liderança do Circuito atualmente está com Bruno/Hevaldo (AM/CE). Vitor lembrou o fato de a Paraíba não ter um vencedor paraibano desde 1995, quando Zé Marco subiu ao pódio com Emanuel. Ele espera que este longo jejum seja encerrado neste fim de semana.

- Adoro jogar em casa, aqui em João Pessoa. Adoro a torcida daqui, que sempre nos incentiva muito, e que é muito educada. Espero representar bem nosso estado e dar um presente para eles - disse Vítor, ao L!. 

Outro que se sente em casa e que está tem muitos planos para o futuro e para esta etapa é Ricardo, que voltou a jogar com Emanuel no ano passado. Aos 40 anos, 18 deles morando em João Pessoa, o jogador falou de suas ambições.

- Nosso objetivo é sempre estar no pódio, ser campeão. Esta etapa poderá ser decisiva para as pretensões dos times no campeonato e vamos em busca do título, que nos daria uma enorme motivação - disse.

* O repórter viaja a convite da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei).