icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/04/2014
11:06

Começa bem a participação brasileira no Campeonato Pan-Americano de judô, disputado em Guayaquil, no Equador. Com sete medalhas conquistadas logo na abertura do torneio, o Brasil lidera o quadro de medalhas da competição com quatro ouros.

Os judocas Felipe Kitadai (60kg), Charles Chibana (66kg), Alex Pombo (73kg) e Érika Miranda (52kg), faturaram o ouro para o Brasil, enquanto Sarah Menezes (48kg) e Rafaela Silva (57kg) levaram a prata e Ketleyn Quadros (57kg) foi bronze. Assim, nas seis categorias que disputou, o Brasil chegou à final.


Felipe Kitadai e Érika Miranda (ambos de quimono branco) derrotaram um mexicano e uma cubana em suas finais, conquistando o ouro para o Brasil (Divulgação/CBJ)

- Apesar de ser um adversário conhecido, Castillo sempre traz algo novo, não é uma carta marcada. Por isso, é ainda melhor ouvir o hino - comentou Kitadai, primeiro brasileiro a conquistar o ouro, vencendo o mexicano Nabor Castillo na categoria até 60kg.

Já Erika Miranda, em luta estudada, derrotou a cubana Yanet Bermoy na decisão por uma punição, despachando uma judoca argentina e uma mexicana no caminho para a final.

- Já lutamos muitas vezes e em algumas, eu me precipitei e acabei perdendo. Hoje fui mais conservadora, me concentrei na parte tática e deu certo. Muito feliz por ter somado mais esses valiosos pontos para o ranking - comentou.

Na categoria até 66kg, Charles Chibana, que retornou de uma lesão no cotovelo, mostrou estar 100%. A revelação do ano pasasdo derrotou na final o peruano Alonso Wong, que já havia eliminado o brasileiro Luiz Revite no torneio, com um ippon.


Charles Chibana (esq., quimono branco), conquistou o ouro derrotando o peruano Alonso Wong na final, enquanto Alex Pombo venceu suas quatro lutas até o ouro por ippon (Divulgação/CBJ)

- Estou muito feliz porque foi meu primeiro título Pan-Americano e também por somar 400 pontos para o ranking mundial. Além disso, o torneio continental conta como sexto resultado a ser considerado na contagem. Mas não foi fácil. A luta contra o Alonso foi muito complicada, porque eu não estava aquecido e comecei a competição já nas quartas - disse.

Por fim, Alex Pombo, na categoria até 73kg, teve uma campanha impressionante, vencendo suas quatro lutas no torneio por ippon. A primeira, contra o peruano Daniel Vizacarra, foi por imobilização. Na sequencia, passou por Augusto Miranda, de Porto Rico, e Ethiere Briand, do Canadá. E na decisão, contra o cubano Magdiel Cala, Pombo não deu chances e venceu, novamente, por ippon.

- Estou muito feliz com essa conquista inédita. Tem muito do meu esforço, da minha preparação mas também não posso esquecer dos profissionais da CBJ, da psicóloga, da nutricionista e do estrategista que me ajudaram. Me sinto realizado - completou.

A competição continua neste sábado, à partir das 12h. O Brasil terá seis atletas em ação no masculino e cinco no feminino: Victor Penalber, Tiago Camilo, Luciano Correa, Rafael Buzacarini, Rafael Silva, David Moura, Mariana Barros, Maria Portela , Samanta Soares, Rochele Nunes e Maria Suelen Altheman.