icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
icons.title signature.placeholder Guilherme Cardoso
22/07/2013
15:48

O Brasil realmente teve um dia repleto de medalhas no Mundial de Atletismo Paralímpico, nesta segunda-feira, em Lyon (FRA). Além dos ouros de Verônica Hipolito e Yohansson Nascimento, os brasileiros levaram outros cinco bronzes.

Yeltsin Jacques, de 21 anos, faturou a medalha na disputa dos 800m, na categoria T12 (para deficientes visuais). Ele terminou a prova em 1m56s59. O ouro foi do russo Egor Sharov (1m50s02) e a prata ficou com o tunisiano Abderrahim Zhiou (1m52s34).

Shirlene Coelho, de 32, ficou com a terceira colocação no arremesso de peso, na categoria F37 (para paralisados cerebrais), com 10m19. A chinesa Na Mi foi a melhor colocada (11m72) e a tcheca Eva Berna veio em seguida (10m67).

Com sua melhor marca pessoal, Teresinha Santos levou o bronze nos 400m, na classe T46 (para amputados). Ela terminou a prova em 59s31. Yunidis Castillo, de Cuba, venceu (56s58), e a sul-africana Anrune Liebenberg ficou no segundo posto (56s78).

Edson Pinheiro também atingiu seu melhor tempo, ao correr os 100m na categoria T38 (paralisados cerebrais) em 11s30. O australiano Evan Auso'Hanlon foi ouro (10s93) e o sul-africano Dyan Buis foi prata (11s29).

Já a última conquista desta segunda-feira foi de Claudiney Santos, no lançamento de disco, categoria F57/F58 (para cadeirantes com sequelas de poliomielite, lesões medulares e amputações). Ele terminou a disputa com 45m65. O russo Alexey Ashapatov ficou em primeiro (58m39) e Samir Nabiyev foi o segundo (45m77).

*O repórter viaja a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro

O Brasil realmente teve um dia repleto de medalhas no Mundial de Atletismo Paralímpico, nesta segunda-feira, em Lyon (FRA). Além dos ouros de Verônica Hipolito e Yohansson Nascimento, os brasileiros levaram outros cinco bronzes.

Yeltsin Jacques, de 21 anos, faturou a medalha na disputa dos 800m, na categoria T12 (para deficientes visuais). Ele terminou a prova em 1m56s59. O ouro foi do russo Egor Sharov (1m50s02) e a prata ficou com o tunisiano Abderrahim Zhiou (1m52s34).

Shirlene Coelho, de 32, ficou com a terceira colocação no arremesso de peso, na categoria F37 (para paralisados cerebrais), com 10m19. A chinesa Na Mi foi a melhor colocada (11m72) e a tcheca Eva Berna veio em seguida (10m67).

Com sua melhor marca pessoal, Teresinha Santos levou o bronze nos 400m, na classe T46 (para amputados). Ela terminou a prova em 59s31. Yunidis Castillo, de Cuba, venceu (56s58), e a sul-africana Anrune Liebenberg ficou no segundo posto (56s78).

Edson Pinheiro também atingiu seu melhor tempo, ao correr os 100m na categoria T38 (paralisados cerebrais) em 11s30. O australiano Evan Auso'Hanlon foi ouro (10s93) e o sul-africano Dyan Buis foi prata (11s29).

Já a última conquista desta segunda-feira foi de Claudiney Santos, no lançamento de disco, categoria F57/F58 (para cadeirantes com sequelas de poliomielite, lesões medulares e amputações). Ele terminou a disputa com 45m65. O russo Alexey Ashapatov ficou em primeiro (58m39) e Samir Nabiyev foi o segundo (45m77).

*O repórter viaja a convite do Comitê Paralímpico Brasileiro