icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/03/2014
12:44

O Brasil terminou os Jogos Parasul-Americanos, em Santiago (CHI), com a segunda colocação no quadro geral de medalhas. Com 104 relíquias (47 ouros, 35 pratas e 22 bronzes), ficou atrás somente da Argentina, que obteve 112 no total, sendo 49 de ouro.

Esta foi a primeira edição de uma competição multidisciplinar na América do Sul entre atletas paralímpicos. Oito países enviaram mais de 600 atletas para disputar medalhas em sete modalidades: atletismo, bocha, basquete em cadeira de rodas, halterofilismo, natação, tênis e tênis de mesa.

O melhor desempenho do Brasil veio nas provas de atletismo e natação. No primeiro foram 29 medalhas (15 ouros, oito pratas e seis bronzes), enquanto no segundo 41 medalhas (12 ouros, 19 pratas e 10 bronzes) foram obtidas, sendo que o paratleta Lucas Mozela se destacou com 100% de aproveitamento nas provas individuais.

Além disso, o Brasil ainda faturou uma medalha de prata no basquete em cadeira de rodas masculino (perdeu para a Argentina), outras oito medalhas na bocha, cinco no halterofilismo, 13 no tênis de mesa e sete no tênis sobre cadeira de rodas.

Os próximos Jogos serão em 2018, em Cochabamba, na Bolívia.