icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/07/2014
09:00

Sem conquistar o título da Liga Mundial desde 2010, o Brasil terá um adversário indigesto neste domingo, no jogo que poderá dar a décima taça ao país na história do torneio: os Estados Unidos.

Em partidas decisivas, os americanos costumam complicar a vida dos brasileiros. A última final disputada entre eles foi na Olimpíada de Pequim-2008, em que os ianques, liderados pelo levantador Lloy Ball, venceram por 3 a 1 e ficaram com a medalha de ouro.

Meses antes, outro trauma. Na semifinal da Liga Mundial, disputada no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, os Estados Unidos impuseram mais uma  derrota marcante ao vôlei brasileiro, essa por 3 a 0. Em seguida, os ianques conquistariam o único título que possuem até hoje na competição.

Voltando ainda mais no tempo, agora para 1984, a Seleção formada por Montanaro, Bernard e Renan, entre outros, perdeu a final da Olimpíada de Los Angeles para os Estados Unidos na decisão. Tanto é que aquele time ficou conhecido como a geração de prata, em uma época que o vôlei masculino brasileiro ainda buscava grandes resultados, como os obtidos na era Bernardinho.

Os americanos chegaram à decisão em Florença ontem ao bater o surpreendente Irã na semifinal por 3  a 0. A campanha na Liga Mundial os deixou empolgados para a obtenção do segundo título.

– Estamos nos sentindo bem. Se nós jogarmos de uma forma sólida novamente como fizemos (contra o Irã), podemos vencer o campeonato – disse David Lee.