icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
icons.title signature.placeholder Felipe Mendes, enviado especial*
11/07/2013
10:15

No último dia de disputas do judô na Universíade de Kazan, na Rússia, o Brasil conquistou mais uma medalha. A equipe masculina teve bom desempenho nos tatames da Tatneft Arena e ganhou o bronze ao derrotar na final a anfitriã Rússia. No feminino, a Seleção também brigou pelo bronze, mas acabou derrotada pela França.

No primeiro combate do masculino, o Brasil perdeu para o Japão, por 5 a 0. Na repescagem, a equipe derrotou a Alemanha, por 4 a 1, e depois a Rússia, por 3 a 2. Contra os russos, a Seleção abriu 3 a 0 após as vitórias de Luiz Revite, João Macedo e Vinicius Panini. Com a medalha garantida, Eduardo Silva e David Silva abriram mãos de seus lutas.

No feminino, a Seleção venceu o primeiro combate, contra o Japão, por 3 a 2. Mas nas quartas de final acabou derrotada pela Coreia do sul, por 3 a 2. Na repescagem, o Brasil ganhou da Alemanha, por 4 a 1, e depois perdeu para a França, por 4 a 1. A única vitória brasileira contra as francesas foi de Ketleyn Quadros.

O Brasil deixa Kazan no judô com seis medalhas. Duas de ouro (Rochele Nunes e Ketleyn Quadros), uma de prata (Rochele Nunes) e três de bronze (Rafael Buzacarini, David Silva e por equipes masculino). A campanha é melhor em quantidade e qualidade em relação à Shenzhen-2011, quando a modalidade conquistou cinco bronzes.

* O repórter viaja a convite da CBDU

No último dia de disputas do judô na Universíade de Kazan, na Rússia, o Brasil conquistou mais uma medalha. A equipe masculina teve bom desempenho nos tatames da Tatneft Arena e ganhou o bronze ao derrotar na final a anfitriã Rússia. No feminino, a Seleção também brigou pelo bronze, mas acabou derrotada pela França.

No primeiro combate do masculino, o Brasil perdeu para o Japão, por 5 a 0. Na repescagem, a equipe derrotou a Alemanha, por 4 a 1, e depois a Rússia, por 3 a 2. Contra os russos, a Seleção abriu 3 a 0 após as vitórias de Luiz Revite, João Macedo e Vinicius Panini. Com a medalha garantida, Eduardo Silva e David Silva abriram mãos de seus lutas.

No feminino, a Seleção venceu o primeiro combate, contra o Japão, por 3 a 2. Mas nas quartas de final acabou derrotada pela Coreia do sul, por 3 a 2. Na repescagem, o Brasil ganhou da Alemanha, por 4 a 1, e depois perdeu para a França, por 4 a 1. A única vitória brasileira contra as francesas foi de Ketleyn Quadros.

O Brasil deixa Kazan no judô com seis medalhas. Duas de ouro (Rochele Nunes e Ketleyn Quadros), uma de prata (Rochele Nunes) e três de bronze (Rafael Buzacarini, David Silva e por equipes masculino). A campanha é melhor em quantidade e qualidade em relação à Shenzhen-2011, quando a modalidade conquistou cinco bronzes.

* O repórter viaja a convite da CBDU