icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2014
14:11

Foi sofrido. Suado. Mas a Seleção Brasileira masculina de vôlei conseguiu a improvável e, para muitos, quase impossível classificação na Liga Mundial. Para isso, precisou bater a Itália por 3 sets a 1 (27-25, 18-25, 25-17 e 25-16), na manhã deste domingo, em Milão (ITA). O time, maior campeão do torneio, começa a briga pelo décimo título entre 16 e 20 de julho, em Florença (ITA).

O destaque brasileiro em quadra foi o ponteiro Lucarelli, com 17 pontos, seguido pelo oposto Wallace, que marcou 15 vezes, e o central Lucão, com 12. Pelo lado italiano, como de costume, o destaque foi o oposto Zaytsev, com 14 acertos.

Com a vitória, o Brasil encerrou a primeira fase com os mesmos 17 pontos que a Polônia, pelo Grupo A, mas se classificou à fase final por levar vantagem no set average, deixando os poloneses pelo caminho.

A partir de agora, os comandados de Bernardinho terão como adversários o Irã, líder da chave, a Itália - sede da etapa decisiva -, o vencedor de um quadrangular envolvendo os Grupos C, D e E e dois classificados do Grupo B, que podem ser Estados Unidos, Russia ou Sérvia. Estas seleções jogam entre si neste domingo.

O JOGO:

A partida começou boa para o Brasil, que entrou em quadra com Bruninho, Wallace, Sidão, Murilo, Lucarelli e Lucão. No primeiro set, a Seleção precisou salvar um set point. Mas, aproveitando-se de um erro dos italianos (uma invasão de quadra), conseguiu fechar a parcial, em 27 a 25.

No segundo, sonolento em quadra, o Brasil permitiu que a Itália abrisse distância, chegando até mesmo a colocar seis pontos de vantagem. Com a parcial quase perdida, a Seleção Brasileira guardou forças para o set seguinte, e perdeu o segundo por 25 a 18.

No terceiro set, foi a vez de o Brasil não dar chances à Itália. Com Bruninho comandando as ações ofensivas brasileiras e com um time extremamente aguerrido em quadra, a equipe de Bernardinho fechou a parcial em 25 a 17, após apenas 26 minutos.

Na parcial final, a equipe entrou bem em quadra e viu uma Itália cada vez mais nervosa do outro lado da rede. A vaga foi se aproximando à medida que a Azzurra entregava pontos de graça. Mantendo uma distância de cinco pontos por quase todo o set, o Brasil conseguiu fechar a parcial em 25 a 16, após um ataque encaixado de Lucarelli para garantir a classificação.