icons.title signature.placeholder Walace Borges
icons.title signature.placeholder Walace Borges
03/07/2013
21:23

Em Volta Redonda para enfrentar o Figueirense em jogo com início marcado para às 21h50, o grupo de jogadores do Botafogo vai colocar o pé na estrada logo após a partida e seguir de volta para o Rio de Janeiro em plena madrugada, no ônibus do clube. A Cidade do Aço fica a 124 quilômetros da Cidade Maravilhosa e o trajeto pela Via Dutra tem uma sinuosa descida.

Em diversos outras ocasiões com o término do jogo em Volta Redonda por volta das 0h, a delegação alvinegra seguiu na cidade, hospedada em hotel. Já quando a partida termina um pouco mais cedo, mesmo que ainda de noite, o ônibus costuma retornar para o Rio de Janeiro com os jogadores.

Vale lembrar que o Botafogo vive grave crise financeira, principalmente após o fechamento do Engenhão, e que cortes de custos têm sido feitos recentemente. De acordo com o clube, o período de treinos em Pinheiral (RJ), marcado para junho, foi cancelado por motivos financeiros.

Atualmente o elenco alvinegro está com os salários atrasados em um mês (nos direitos de imagem e na carteira de trabalho). Em pelo menos três ocasiões neste ano, o grupo se recusou a concentrar ou viajar por conta das dívidas. No entanto, o clube nega que a volta para o Rio de Janeiro nesta madrugada e o cancelamento da viagem para Pinheiral tenham relação com protestos dos jogadores, que preferem ficar em casa, ao lado da família, quando há esse tipo de manifestação.

Em Volta Redonda para enfrentar o Figueirense em jogo com início marcado para às 21h50, o grupo de jogadores do Botafogo vai colocar o pé na estrada logo após a partida e seguir de volta para o Rio de Janeiro em plena madrugada, no ônibus do clube. A Cidade do Aço fica a 124 quilômetros da Cidade Maravilhosa e o trajeto pela Via Dutra tem uma sinuosa descida.

Em diversos outras ocasiões com o término do jogo em Volta Redonda por volta das 0h, a delegação alvinegra seguiu na cidade, hospedada em hotel. Já quando a partida termina um pouco mais cedo, mesmo que ainda de noite, o ônibus costuma retornar para o Rio de Janeiro com os jogadores.

Vale lembrar que o Botafogo vive grave crise financeira, principalmente após o fechamento do Engenhão, e que cortes de custos têm sido feitos recentemente. De acordo com o clube, o período de treinos em Pinheiral (RJ), marcado para junho, foi cancelado por motivos financeiros.

Atualmente o elenco alvinegro está com os salários atrasados em um mês (nos direitos de imagem e na carteira de trabalho). Em pelo menos três ocasiões neste ano, o grupo se recusou a concentrar ou viajar por conta das dívidas. No entanto, o clube nega que a volta para o Rio de Janeiro nesta madrugada e o cancelamento da viagem para Pinheiral tenham relação com protestos dos jogadores, que preferem ficar em casa, ao lado da família, quando há esse tipo de manifestação.