icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
02/11/2013
07:24

Durante toda a temporada, o Botafogo teve alguns jogos importantes, entretanto poucos tiveram a pressão do de amanhã, contra o Goiás, no Serra Dourada. Se vencer, o Glorioso deixará bem encaminhada a conquista de uma vaga na Libertadores do ano que vem. Isso porque, de acordo com o matemático Tristão Garcia, o time precisa de 11 pontos para confirmar o objetivo e ainda fará três jogos em casa (contra Portuguesa, Atlético-PR e Criciúma).

– Temos de procurar manter nosso caminho de vitórias e fazer de tudo para conseguir mais três pontos importantíssimos. Vai ser um dos jogos mais complicados, mas vencer vai nos dar uma garantia a mais na meta traçada – afirmou o técnico Oswaldo de Oliveira, que não mira apenas o Goiás como adversário direto nesta briga:

– Tem um grupo ali na frente. Junto de nós, além do Goiás, tem Grêmio, Atlético-PR e Vitória chegando junto. São times que pleiteiam as vagas na disputa. Apesar de ser um jogo muito importante, a disputa ainda vai continuar por mais seis rodadas.

Preocupação com Serra Dourada

Uma das grandes dificuldades que o Botafogo terá diante do Goiás, amanhã, é o Serra Dourada. Não à toa, o técnico Oswaldo de Oliveira mostrou preocupação para que o time não jogue de maneira errada fora de casa.

– É óbvio que favorece mais ao Goiás, que está acostumado com o Serra Dourada. Nós vamos sofrer uma adaptação durante o jogo, infelizmente. Eles vão ter vantagem, mas precisamos ser inteligentes – completou o comandante.

Para Botafogo, Goiás sem Walter pode ser até mais perigoso