icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
11/02/2015
15:31

A diretoria do Botafogo divulgou, na noite desta terça-feira, matéria e fotos em que expõe a situação atual dos dois centros de treinamentos das divisões de base do clube nos últimos anos: Caio Martins, em Niterói, e Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio.

No Caio Martins, que serve como moradia para jovens das divisões de base, a publicação expõe a situação precária das estruturas. Já em Marechal Hermes, local onde em 2012, o ex-presidente Mauricio Assumpção chegou a lançar a pedra fundamental para as obras da futura "Escola de Futebol" do clube, a situação é de completo abandono. Além de não cumprir o projeto, o antigo CT foi demolido e está abandonado e coberto de mato.

No diretor das divisões de base do Botafogo, Manoel Renha lamentou o péssimo estado das sedes herdado da diretoria anterior e definiu prioridades nos primeiros passos da nova gestão.

- O estado do Caio Martins é muito ruim. O campo está em estado deplorável. É o setor que estamos priorizando. Esperamos dentro de 2 a 3 meses estar com o gramado em condições. Em 2009, última vez que estive no Caio Martins, o time profissional realizou treinos com um gramado em excelentes condições. É uma pena que não tenha sido dada a devida atenção e cuidado. Os outros demais setores, como podem ser vistos nas fotos, estão lamentáveis. O estado é até perigoso para os treinamentos dos atletas - disse Renha ao site oficial.

Ainda em situação financeira difícil, Renha afirmou que não será possível resolver todos os problemas imediatamente. Por isso, segundo o diretor, a diretoria fará as reformas de acordo com os recursos disponíveis.

- Os prazos de melhoria serão de acordo com a disponibilidade financeira do clube, após a restauração do campo, nós pretendemos endereçar. A situação do clube dificulta uma ação imediata em todo o complexo e por isso vamos ter que atacar por partes - afirmou Renha.