icons.title signature.placeholder Luiz Gustavo Moreira e Vinicius Andrade
27/12/2013
08:16

O Botafogo terá uma cara nova em 2014. Além da promoção de Eduardo Hungaro a técnico do time principal, o elenco tem, por ora, 34 atletas, sendo que 16 são oriundos da categoria de base. Sorte que por trás dessa juventude existem os jogadores experientes.

Do atual plantel, Bolívar, Marcelo Mattos, Renato, Lodeiro e Jorge Wagner são alguns dos que já realizaram campanhas importantes na competição. E essas passagens, algumas positivas – casos de Bolívar e Jorge Wagner, que já levantaram a taça pelo Internacional – e outras nem tanto, como a derrota do Santos de Renato na decisão de 2003, contra o Boca Juniors, podem ser fundamentais para o Glorioso ser bem-sucedido.

– Para o futebol brasileiro, a Libertadores é o ápice. Voltar após 17 anos fora é um feito muito importante. É um torneio glamouroso e cobiçado por todos os times da América. É muito difícil, mas se você tiver um plantel qualificado, consegue alcançar objetivos maiores – disse Bolívar, ao LANCE!Net.

Capitão do Inter no bicampeonato colorado, em 2010, o General sabe todos os atalhos do torneio. Afinal, ele tem um ótimo aproveitamento: participou de três edições e foi campeão em duas.

– É uma competição diferente. Tem uma rivalidade muito grande. Brasil e Argentina, Brasil e Uruguai... Sabemos a dificuldade da Libertadores – afirmou o camisa 4, que passará toda a experiência para a garotada que nunca participou do torneio sul-americano:

– Pode ser uma chance única para alguns jogadores. Eles sabem que têm de aproveitar da melhor forma possível.