icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/11/2014
09:02

A perda de Wallyson, com uma grave torção no tornozelo direito, não deixou o técnico Vagner Mancini "apenas" sem mais uma opção para o ataque. A lesão do jogador abriu um clarão técnico na equipe do Botafogo, já que o ele vinha sendo o principal jogador de linha da equipe, com gols e assistências. Agora, o treinador tem pelo menos quatro opções com a missão de substituir Wallyson e liderar o Glorioso na fuga da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro: Carlos Alberto, Jobson, Murilo e Rogério.

Mancini precisa que um dos integrantes do quarteto assuma a responsabilidade nesse momento difícil. E os polêmicos Carlos Alberto e Jobson surgem como principais nomes, justamente pelo que já fizeram nas respectivas carreiras.

Jobson, inclusive, pode retornar ao time titular do Alvinegro, sábado, contra o Atlético-PR, às 21h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Ele foi um dos protagonistas da fuga da Série B em 2009, com gols decisivos.

Correm por fora os velocistas Rogério e Murilo. Apesar de não terem a experiência dos outros dois, eles têm como trunfo a entrega tática e a velocidade. Titular absoluto com Mancini, Rogério garantiu que um possível protagonismo virá de forma natural e com muito trabalho.

– Com os pés no chão, as coisas vão acontecendo naturalmente. Vou buscando nos treinos para que isso aconteça. Se ocorrer, maravilha. Será uma felicidade enorme poder ajudar o Botafogo – afirmou o jogador, ontem, em entrevista coletiva no Engenhão.