icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/07/2013
20:35



Após um primeiro tempo sonolento, o Botafogo marcou duas vezes na segunda etapa e venceu o Náutico por 2 a 0, em São Januário. Com o resultado, a equipe de Oswaldo Oliveira assumiu a primeira posição do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos. O Alvinegro ainda torce por tropeços de Coritiba e Vitória para terminar a rodada na ponta. Os gols do Fogão foram feitos por Elias e Renato.

No próximo domingo, o time carioca enfrenta o rival Flamengo, às 18h30, no Maracanã. No mesmo dia, o Timbu tem uma parada dura contra o Internacional, às 16h, na Arena Pernambuco.



PRIMEIRO TEMPO 'SEM OFENSAS'

O jogo começou com o Botafogo dominando a posse de bola, enquanto tentava encontrar um buraco na defesa do time pernambucano. Aos poucos, o Alvinegro foi chegando à meta do rival. No entanto, sem lances de perigo ao gol de Ricardo Berna. Ao Náutico, bastante retrancado, com praticamente nove jogadores em seu campo de defesa, restava marcar e tentar encaixar um contra-ataque.

Nessa dinâmica, o jogo ganhou ares bem tranquilos. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o Botafogo havia finalizado apenas três vezes - nenhuma com perigo. O Náutico, com Eltinho, uma vez, entretanto, em um chute frontal, obrigou Jefferson a fazer a defesa.

Após uma cobrança de falta lateral de Lodeiro, uma confusão se armou na área do Náutico, e quase que Rafael Marques emendou uma bicicleta para o gol, mas foi travado pela zaga. Lance bonito, porém sem oferecer perigo.

Sem grandes emoções, com um Botafogo pouco criativo e um Náutico muito fechado, o primeiro tempo da partida terminou, sob vais dos botafoguenses: 0 a 0.

BOTAFOGO CRESCE E FURA RETRANCA

A segunda etapa começou mais empolgante. Aos três minutos o Náutico teve uma falta perigosa, levantada na área assustando a zaga do Botafogo. Aos quatro, Elias, que havia entrado no lugar do Vitinho, recebeu belo passe de Rafael Marques e bateu colocado na saída de Berna para abrir o placar em São Januário.

Para quem gosta de superstição, logo após o gol do Botafogo, um cachorro, um dos mascotes do time de General Severiano, entrou em campo. O animal parece ter dado sorte. A partir deste momento, além da posse de bola, a equipe liderada por Seedorf passou a criar mais chances de gols.

> Seedorf não se incomoda com marcação individual do Náutico
> Oswaldo elogia entrada de Elias: 'Me deixa satisfeito para o futuro'
> Elias vibra após primeiro gol pelo Botafogo: 'Agora é ter sequência'
> FOTOS: Fogão vence o Náutico em São Januário

Aos 16 minutos, o Botafogo trabalhou bem a bola, até que ela parou nos pés do zagueiro Dória que acertou um belo chute de fora da área que explodiu na trave. Dois minutos depois, Rafael Marques cabeceou após um cruzamento de Gilberto e obrigou Berna a fazer uma bela defesa.

O segundo gol do Botafogo quase saiu aos 27 minutos. Depois de uma sequência de boas jogadas de Seedorf, o holandês colocou a bola na cabeça de Elias que mandou com perigo por cima da meta dos visitantes.

Com amplo domínio, o time carioca controlava a partida, mas o Náutico não estava morto. Após bela arrancada de Hugo, a bola chegou para Jones que mandou de cabeça, tirando de Jefferson. A bola passou rente à trave esquerda. A resposta veio de imediato. Aos 32,  Lodeiro jogou na área e Renato, de cabeça, ampliou para o Glorioso: 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 0 NÁUTICO

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 20/07/2013 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Público/Renda: 6.567 presentes/R$ 147.970,00
Cartões Amarelos: Gilberto, Lodeiro (BOT) e Maranhão (NAU)
Cartões Vermelhos: Não houve.

Gols: Elias 4'/2°T, Renato 32'/2°T

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto (Edilson 35'/2°T), Bolívar, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Vitinho (Elias - intervalo), Seedorf (Lucas 40'/2°T) e Lodeiro; Rafael Marques - Técnico: Oswaldo de Oliveira.

NÁUTICO: Ricardo Berna, Auremir, Jean Rolt, William Alves e Eltinho; Elicarlos (Maranhão 26'/2°T), Derley, Rodrigo Souto (Hugo 28'/2°T)e Marcos Vinícius (Oliveira 17'/2°T); Rogério e Jones Carioca. Técnico: Zé Teodoro.



Após um primeiro tempo sonolento, o Botafogo marcou duas vezes na segunda etapa e venceu o Náutico por 2 a 0, em São Januário. Com o resultado, a equipe de Oswaldo Oliveira assumiu a primeira posição do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos. O Alvinegro ainda torce por tropeços de Coritiba e Vitória para terminar a rodada na ponta. Os gols do Fogão foram feitos por Elias e Renato.

No próximo domingo, o time carioca enfrenta o rival Flamengo, às 18h30, no Maracanã. No mesmo dia, o Timbu tem uma parada dura contra o Internacional, às 16h, na Arena Pernambuco.



PRIMEIRO TEMPO 'SEM OFENSAS'

O jogo começou com o Botafogo dominando a posse de bola, enquanto tentava encontrar um buraco na defesa do time pernambucano. Aos poucos, o Alvinegro foi chegando à meta do rival. No entanto, sem lances de perigo ao gol de Ricardo Berna. Ao Náutico, bastante retrancado, com praticamente nove jogadores em seu campo de defesa, restava marcar e tentar encaixar um contra-ataque.

Nessa dinâmica, o jogo ganhou ares bem tranquilos. Aos 30 minutos do primeiro tempo, o Botafogo havia finalizado apenas três vezes - nenhuma com perigo. O Náutico, com Eltinho, uma vez, entretanto, em um chute frontal, obrigou Jefferson a fazer a defesa.

Após uma cobrança de falta lateral de Lodeiro, uma confusão se armou na área do Náutico, e quase que Rafael Marques emendou uma bicicleta para o gol, mas foi travado pela zaga. Lance bonito, porém sem oferecer perigo.

Sem grandes emoções, com um Botafogo pouco criativo e um Náutico muito fechado, o primeiro tempo da partida terminou, sob vais dos botafoguenses: 0 a 0.

BOTAFOGO CRESCE E FURA RETRANCA

A segunda etapa começou mais empolgante. Aos três minutos o Náutico teve uma falta perigosa, levantada na área assustando a zaga do Botafogo. Aos quatro, Elias, que havia entrado no lugar do Vitinho, recebeu belo passe de Rafael Marques e bateu colocado na saída de Berna para abrir o placar em São Januário.

Para quem gosta de superstição, logo após o gol do Botafogo, um cachorro, um dos mascotes do time de General Severiano, entrou em campo. O animal parece ter dado sorte. A partir deste momento, além da posse de bola, a equipe liderada por Seedorf passou a criar mais chances de gols.

> Seedorf não se incomoda com marcação individual do Náutico
> Oswaldo elogia entrada de Elias: 'Me deixa satisfeito para o futuro'
> Elias vibra após primeiro gol pelo Botafogo: 'Agora é ter sequência'
> FOTOS: Fogão vence o Náutico em São Januário

Aos 16 minutos, o Botafogo trabalhou bem a bola, até que ela parou nos pés do zagueiro Dória que acertou um belo chute de fora da área que explodiu na trave. Dois minutos depois, Rafael Marques cabeceou após um cruzamento de Gilberto e obrigou Berna a fazer uma bela defesa.

O segundo gol do Botafogo quase saiu aos 27 minutos. Depois de uma sequência de boas jogadas de Seedorf, o holandês colocou a bola na cabeça de Elias que mandou com perigo por cima da meta dos visitantes.

Com amplo domínio, o time carioca controlava a partida, mas o Náutico não estava morto. Após bela arrancada de Hugo, a bola chegou para Jones que mandou de cabeça, tirando de Jefferson. A bola passou rente à trave esquerda. A resposta veio de imediato. Aos 32,  Lodeiro jogou na área e Renato, de cabeça, ampliou para o Glorioso: 2 a 0.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 0 NÁUTICO

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 20/07/2013 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabio Pereira (TO) e Marcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
Público/Renda: 6.567 presentes/R$ 147.970,00
Cartões Amarelos: Gilberto, Lodeiro (BOT) e Maranhão (NAU)
Cartões Vermelhos: Não houve.

Gols: Elias 4'/2°T, Renato 32'/2°T

BOTAFOGO: Jefferson, Gilberto (Edilson 35'/2°T), Bolívar, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Vitinho (Elias - intervalo), Seedorf (Lucas 40'/2°T) e Lodeiro; Rafael Marques - Técnico: Oswaldo de Oliveira.

NÁUTICO: Ricardo Berna, Auremir, Jean Rolt, William Alves e Eltinho; Elicarlos (Maranhão 26'/2°T), Derley, Rodrigo Souto (Hugo 28'/2°T)e Marcos Vinícius (Oliveira 17'/2°T); Rogério e Jones Carioca. Técnico: Zé Teodoro.